Foi só a #Justiça determinar o bloqueio do WhatsApp, a partir das 14 horas desta segunda-feira (02), que os brasileiros começaram a procurar uma outra alternativa para se comunicarem e o Telegram acabou sendo, mais uma vez, o aplicativo escolhido, pelo menos pela grande maioria, e com isso, a empresa já registrou mais de 1 milhão de novos usuários.

E, com tanta gente buscando o Telegram ao mesmo tempo, os servidores acabaram não suportando tantos acessos e o aplicativo acabou ficando instável no final da tarde desta segunda-feira. Nem o envio de código de ativação para uso do programa estava sendo enviado, mas a empresa informou que já estava trabalhando para resolver esta situação o quanto antes.

Publicidade
Publicidade

Quando o WhatsApp foi bloqueado pela primeira vez no ano passado, o Telegram conseguiu, só naquela ocasião, cerca de 5,7 milhões de novos usuários. Agora, a expectativa é que consiga muito mais, pois, de acordo com a Justiça, o aplicativo, que hoje pertence ao Facebook, deverá ficar indisponível por 72 horas.

A empresa que controla o Telegram informou que o atraso no envio dos códigos de verificação é normal por causa do grande número de pessoas acessando ao mesmo tempo, o que ocasiona uma sobrecarga do Gateway SMS, mas já tem uma equipe trabalhando para que o servidor possa atender a todos no menor tempo possível.

Desde as 14 horas desta segunda-feira (02), o #WhatsApp encontra-se bloqueado por determinação do juiz Marcel Montalvão e o bloqueio irá durar 72 horas. Este juiz é o mesmo que determinou a prisão do vice-presidente para a América Latina do Facebook, que é a empresa dona do aplicativo de mensagens instantâneas de maior sucesso no Brasil.

Publicidade

Em dezembro de 2015, o WhatsApp também teve seus serviços interrompidos, sendo que, naquela ocasião, foi por uma decisão da 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo, cidade do interior de São Paulo, no entanto, o bloqueio que era para ser de 48 horas durou apenas 12 horas, mas foi o suficiente para gerar grande revolta entre os usuários.

Desta vez, os usuários estão na expectativa de que o bloqueio não dure as 72 horas determinadas, mas, até o momento, é este o prazo que está vigorando e, até acabar, o Telegram conquistará muitos novos usuários. #Internet