O bloqueio do #WhatsApp foi a grande polêmica no Brasil nas últimas 24 horas. Por decreto da justiça sergipana, o aplicativo saiu do ar desde as 14 horas da última segunda-feira, dia 02 de Maio, e tal ordem se prolongaria por 72 horas. No entanto, aparentemente durará poucos mais de 24 horas, já que tal decreto foi derrubado.

Segundo informa o portal O Globo, a empresa do aplicativo pediu uma reconsideração na decisão no Tribunal de Justiça de Sergipe. Houve então uma decisão favorável partindo do desembargador Osório de Araújo Ramos Filho.

O restabelecimento do serviço dependerá de cada operadora, mas o aplicativo deve voltar a funcionar normalmente nas próximas horas em todo o país.

Publicidade
Publicidade

Durante o período de bloqueio do WhatsApp, o público migrou para o Telegram, aplicativo de cunho semelhante. Entre os diferenciais do Telegram para o Whats estão uma plataforma mais dinâmica, onde se pude usar gifs e memes. Há usuários que digam que não pretendem retornar ao WhatsApp.

Essa não foi a primeira vez que o WhatsApp ficou fora do ar. No ano passado isso também aconteceu ocasionalmente.

As problemáticas do WhatsApp partem de questões relacionadas à regulamentação de tal serviço no Brasil. Parte de uma era tecnológica revolucionária, o aplicativo incomoda operadores de serviço, à exemplo do que acontece com o Netflix, serviço de streaming que tem roubado assinantes de televisão fechada. Discussões à respeito da limitação da banda larga, o que prejudicaria diretamente o Netflix, tem dominado as redes sociais nas últimas semanas.

Publicidade

O povo considera a prática completamente abusiva.

Descontentamento público

As 24 horas sem WhatsApp geraram grande comoção. Se tornando algo extremamente comum na vida do brasileiro, utilizado para troca de mensagens de texto, voz, imagens, vídeos e documentos, o aplicativo é um forte meio de comunicação. Nas redes sociais, milhares de pessoas lamentaram o bloqueio e iniciaram campanhas para a volta do serviço. Houve também quem fizesse piada do assunto, ao ressaltar a forma como muitas pessoas são extremamente viciadas no serviço. #Android #Celular