Após 24 horas de suspensão do aplicativo de mensagens instantânea, o #WhatsApp voltou ao ar. A decisão foi do desembargador do Tribunal de Justiça de Sergipe Ricardo Múcio Santana de Abreu Lima, que deferiu um pedido de reconsideração dos advogados do WhatsApp e evitou que o serviço ficasse bloqueado por 72 horas. Do mesmo lugar que foi bloqueado ele foi liberado novamente.

A decisão anterior de suspender os serviços foi tomada pelo juiz Marcel Maia Montalvão. A ação previa que as provedoras de acesso à #Internet bloqueassem os serviços do WhatsApp ou pagariam o equivalente a R$500 mil por dia caso houvesse descumprimento.

Publicidade
Publicidade

As operadoras de telefonia Tim, Claro, Vivo, Oi e Nextel acataram a decisão.

Em nota enviada pela equipe do WhatsApp, eles informaram estar desapontados com a decisão. Ainda segundo a nota, a empresa teria colaborado com todas as investigações solicitadas pelo tribunal brasileiro.

Esta é a segunda vez que o serviço fica suspenso em menos de quatro meses.

O aplicativo foi desbloqueado após  especialistas informarem que na Lei 12.965 sugere ações sob o princípio da proporcionalidade. Segundo eles [os especialistas] bloquear acesso a cerca de 100 milhões de brasileiros fere este princípio.