Os chineses concluíram um projeto chamado de FAST, ele durou mais de cinco anos e foi alvo de diversas polêmicas, a maior delas, o propósito pelo qual estava sendo construído o maior radiotelescópio do planeta. Outra polêmica foi o fato de ter sido necessário despejar mais de 9 mil pessoas de suas próprias casas somente para ocupar o espaço para montagem do telescópio.

O maior telescópio do mundo tem aproximadamente 500 metros de abertura esférica, é equivalente a 30 campos de futebol. Ele está localizado em Guizhou, no sudoeste chinês. Zheng Xiaonian, vice-presidente da Observação Nacional da Academia Chinesa de Ciência, afirmou que o projeto foi realizado com o maior propósito de buscar quaisquer tipos de objetos desconhecidos fora do planeta Terra. 

Potência Espacial e Planos Futuros 

Com a construção da estrutura do projeto, já é possível observar um grande avanço nos programas espaciais chineses, que pode ser considerado como uma das prioridades governamentais do país.

Publicidade
Publicidade

O presidente da #China, Xi Jinping, quer que seu país consiga se estabelecer como uma grande potência espacial. Ele também revelou que pretende enviar um homem a lua até o ano de 2036, e, posteriormente, construir uma estação espacial que inclusive está com as obras iniciadas.

Os valores do projeto

Segundo o próprio vice- Zheng Xiaonian, a construção do radiotelescópio já teve um gasto de 1,2 bilhões de yuans (aproximadamente US$ 180 milhões ou R$ 585 milhões). Sendo assim, a construção se tornará líder mundial durante algumas décadas, declarou ele.             

Com a construção e conclusão dos projetos chineses, podemos afirmar que o país tem diversas intenções para provar e descobrir muitos mistérios pelo universo, como, por exemplo, tentar entender como funciona os fenômenos em nosso universo, como os buracos negros, as nuvens gasosas e, o principal, existência de vida extraterrestre.

Você acredita ser possível existir vida em outros planetas? Deixe sua opinião sobre nosso artigo e também sobre esta questão.

Publicidade

#Entretenimento #Desenvolvimento Tecnológico