Novamente, o aplicativo mais usado dos últimos tempos está com os minutos contados. Isso porque, devido a uma determinação judicial, o #WhatsApp será bloqueado novamente. Essa é a terceira vez que a #Justiça manda bloquear o aplicativo.

O motivo para o bloqueio seria o mesmo das outras vezes. A falta de informações solicitadas pela justiça sobre pessoas envolvidas com investigação criminal. A ordem de quebra sigilo feita pela justiça não foi respeitada.

Essa é a terceira vez em menos de um ano que ocorrerá a suspensão do aplicativo. A decisão aconteceu depois que um mandado judicial solicitando informações não foi respeitado.

Publicidade
Publicidade

A responsável pela decisão judicial é a magistrada Daniela Barbosa, que trabalha na Comarca de Duque de Caxias, no estado do Rio de Janeiro. Segundo a juíza, houve descumprimento de ordem judicial por três vezes, necessitando medidas mais rigorosas.

Segundo a magistrada, esse posicionamento prejudica andamentos processuais e a população fica prejudicada. Os bandidos acabam não usando mais o telefone e trocam mensagens usando o aplicativo.

Bloqueio do aplicativo

A determinação da juíza solicita que a suspensão do aplicativo seja imediata, porém as operadoras de telefone receberam a notificação somente no final da manhã desta terça-feira (19). A notificação chegou para as operadores cerca das 11h30, com informação da suspensão imediata dos serviços.

As operadoras que não cumprirem a decisão da justiça estarão sujeitas a multa no valor de R$ 500 mil por dia.

Publicidade

Em dezembro de 2015, a justiça mandou bloquear o aplicativo por 48 horas. No mês de fevereiro deste ano, também foi solicitado pela justiça o bloqueio do aplicativo. Todas as duas vezes o motivo foi o mesmo, a empresa não forneceu as informações para investigações criminais.

Ordem Judicial

A ordem da  justiça que prevê a suspensão imediata do tráfego de dados do aplicativo também determina que o não cumprimento do mandado custará a empresa responsável pelo Whatsapp uma multa diária de R$ 50 mil. A empresa detentora dos direitos do aplicativo é o Facebook, que fez a aquisição do aplicativo por um valor milionário em outubro de 2014.

O Whatsapp se tornou um dos aplicativos mais usados para troca de mensagens no mundo.