Em protesto contra a demora da liberação do jogo no país, tuiteiros subiram a hashtag #PokemonGoVemProBrasil na madrugada desta sexta (22). Na última semana, as declarações do CEO da Niantic à Reuters deram a entender que o jogo poderia levar dois meses para chegar ao país. Entretanto, um dia depois, espalhou-se pela internet a notícia de que o jogo poderia ser liberado ainda na madrugada do dia 20. Enquanto isto não acontece, internautas ansiosos se queixam de terem passado as últimas noites sem dormir, aguardando a liberação, o que rendeu muitos "memes".

O site "MMO Server Status" acompanha a liberação do jogo para todo o mundo.

Publicidade
Publicidade

Nos últimos dias, o servidor chegou a sair do ar após sobrecarga de usuários online. Até às 2h da manhã, cerca de 31 países já estavam com os servidores do jogo liberados.

"Pokémon Go" é o segundo jogo de realidade aumentada lançado pela Nitendo. O desenho foi exibido em TV aberta no país a partir de 1999, na Rede Record e foi o responsável por alavancar os índices de audiência do matinal "Eliana & Alegria". O programa chegava a bater a Globo em audiência.

Bizarrices

Desde que foi lançado, inicialmente para cinco países, "Pokémon Go" vem gerando situações inusitadas. Por ser um jogo que combina o espaço físico real com o virtual, para capturar os "monstrinhos" é necessário sair e procurar. Nestas procuras, os aventureiros caçadores se depararam com algumas situações extremas. Nos Estados Unidos, um grupo de jovens usava o GPS para atrair "caçadores" e assaltá-los.

Publicidade

Outro caiu em um penhasco e um outro teria pulado o muro da Casa Branca para capturar um pokémon.

Mas, há quem esteja aproveitando para empreender: um americano criou um serviço para os "caçadores de pokémons", que inclui um trajeto seguro em um carro, por US$ 25 dólares a hora. Marc Walters teve a ideia de criar o serviço após notícias de acidentes automobilísticos envolvendo caçadores "desatentos" ao volante e "atentos" aos pokémons. A um jornal local, Walters disse que não ganhava muito, mas que se divertia.  #Curiosidades #Jogos #Desenvolvimento Tecnológico