Desde a noite do último sábado (30) que os brasileiros estão de plantão na internet, esperando o lançamento de "Pokémon Go", sendo que muitos inclusive passaram a madrugada de domingo acordados, esperando que o game de realidade aumentada ficasse disponível para download, mas foi em vão. O responsável pelo game, John Hanke, que é CEO da Niantic, teve sua conta no Twitter invadida e os responsáveis são brasileiros protestando. Eles postaram diversas hashtags contra a demora para a estreia por aqui, entre elas #PokemonGoBrazil, #PokemonGo4Brazil e também a #OurMine, que é a indicação do grupo de hacker responsável pela invasão. Os hackers brasileiros ainda fizeram questão de criticar o CEO, rindo da senha escolhida.

Publicidade
Publicidade

De acordo com os invasores, era fácil demais.

Várias mensagens foram postadas no perfil de John Hanke como uma forma de protestar contra o fato do Brasil até hoje não ter "#Pokémon Go". Semana passada o site "MMO Server Status" divulgou uma notícia informando que o lançamento do game seria no domingo, dia 31 de julho, entretanto, o anúncio do lançamento foi substituído pela notícia de que os servidores não estão dando conta de suportar o grande número de usuários e por isso nenhum país iria receber o game até que essa situação fosse resolvida.

Os Hackers do "OurMine" são os mesmos que invadiram a conta de Marck Zuckerberg, fundador do Facebook, o que mostra o grande poder de "fogo" dessa turma que não encontrou dificuldade alguma para acessar a conta do CEO da Niantic.

Publicidade

Os problemas nos servidores de "Pokémon Go" não são algo que se resolve da noite para o dia. De acordo com o site "BitBag", será preciso contratar até um engenheiro de software para rever toda a infraestrutura e definir o que precisará ser feito para que o game possa finalmente ser lançado  nos países que ainda aguardam seu lançamento. Este é um processo que demanda tempo, ou seja, os brasileiros podem dormir tranquilamente nos próximos dias, pois não teremos o lançamento de "Pokémon Go" tão cedo. #Entretenimento #Tecnologia