Edward Snowden revelou, nesta última sexta-feira, dia 19, vários documentos comprovando que um grupo de hackers, conhecidos mundialmente como "Shadow Brokers" acessaram e roubaram diversas armas virtuais do governo americano. São armas que têm um poder enorme, causam grandes problemas quando usadas e o grupo havia informado que tinha conseguido capturar estes "malwares", porém, ninguém estava acreditando neles, até que Edward fez a confirmação.

Entre os documentos mostrados por Edward Snowden, um é o "Manual de Uso da FOXACID", que é uma complexa rede através da qual o governo dos Estados Unidos têm o poder de interceptar várias informações da pessoa que desejarem monitorar.

Publicidade
Publicidade

Esta "vítima" tem seu equipamento infectado de forma que ela passa a ser vulnerável à FOXACID. Com o arquivo "SECONDATE", é possível capturar todas as informações da pessoa que se quer informações.

Outra importante evidência de que o grupo hacker realmente conseguiu ter acesso às armas virtuais do governo americano é o fato de que no manual da FOXACID há uma explicação mostrando que sempre que o SECONDDATE for usado para fazer com que uma determinada pessoa se torne vulnerável ao FOXACID, no código terá o trecho "ace02468bdf13579" que tem como finalidade exclusiva mostrar que o #Ataque foi bem sucedido e que as informações da pessoa podem ser obtidas graças ao SECONDDATE.

Esse código também está presente em alguns dos arquivos divulgados pelo grupo hacker, Shadow Brokers, onde profissionais da área de tecnologia confirmam que a presença do código já é mais do que suficiente para que a invasão seja confirmada.

Publicidade

E agora, uma vez que ficou comprovado que o SECONDDATE é uma das armas do governo americano, fica claro que, outros arquivos adquiridos pelo grupo hacker, também venham a ter a mesma origem. Snowden já havia avisado que os Estados Unidos tinham ciência das falhas de segurança em sua rede, mas que as utilizavam para interesse próprio, agora, podem ter sido vítimas de sua própria "brincadeira".

O risco é grande, principalmente, para as pessoas e empresas que têm seus equipamentos infectados, uma vez que agora estão nas mãos de #Hackers. #EUA