A procura por Pokémons parece ter sido a causa inicial de uma confusão que culminou com uma morte no último fim de semana em Manaus (AM). Três pessoas estavam jogando em uma praça no Amazonas quando tiveram seus celulares furtados, dando início à confusão. Os envolvidos eram um Agente das Forças Armadas, um policial militar e um estudante que foram presos suspeitos do crime de assassinato de uma mulher identificada como Maria Raimunda Ferreira Pereira.

Parece que, ao serem furtadas, as vítimas teriam se dirigido para uma festa que ocorria na cidade no bairro de Mauazinho, local onde o suposto assaltante estaria. Chegando lá teriam disparado 4 tiros contra as pessoas que estavam no ambiente, sendo que um deles atingiu a mulher de 47 anos.

Publicidade
Publicidade

Os três foram presos na noite de sábado e foram ouvidos no 9º Distrito de Polícia. Os homens, que de vítima se transformaram em algozes, foram indiciados por homicídio doloso e homicídio qualificado tentado. Contudo tiveram as suas liberdades concedidas por ordem do Tribunal de Justiça do Amazonas por não responderem por nenhum outro inquérito policial e terem residência fixa. Essa medida cautelar pode revista uma vez que a situação dos meliantes mude.

Desde que foi lançado na quarta passada (4), o jogo tem dado o que falar e tem sido alvo de diversas piadas na internet, pois os jogadores parecem estar viciados no aplicativo. O #Pokémon Go amplia a realidade, o primeiro a realizar essa função no mundo dos jogos. Os usuários têm projeções feitas na tela de seus celulares através de imagens reais captadas pelas câmaras dos aparelhos.

Publicidade

O jogo foi lançado no último mês nos EUA e já é febre no mundo todo.

O formato do jogo exige que os jogadores estejam em movimento com os celulares nas mãos, e acabam sendo alvos fáceis para assaltantes. Muitos deles já sabem onde estarão os ‘caçadores’ de Pokémons, que se aglomeram em praças e diversos locais públicos que costumam estar cheios das ‘criaturas’. Outro problema comum que tem acontecido desde a instalação do jogo no país é o uso de celulares no trânsito. Uma vez que o aplicativo é guiado por GPS, quanto maior a movimentação mais chances o jogador tem. A prática pode levar a acidentes de trânsito e os motoristas têm sido orientados quantos aos riscos. Os apaixonados por games ignoram os riscos e comemoram a chegada no Brasil, que já possui fãs e adeptos que vão desde crianças pequenas a adultos. #Casos de polícia