A febre #Pokémon Go finalmente chegou ao Brasil e já são vários os depoimentos na internet de gente que capturou os pequenos monstros em suas cidades, perto de casa, do trabalho ou enquanto andava pelas ruas e avenidas locais. 

Novo jogo, novos nomes. Após instalar, no começo, para quem não está acostumado, termos como Pokéstops e Pokécoins podem causar certa estranheza. 

Pokéstops são locais que reúnem Pokémons, incensos, Pokébolas, ovos, entre outros itens pertencentes ao game. Normalmente, eles estão próximos a locais com alguma atividade cultural como museus, bibliotecas, cinemas, praças e teatros. 

Pokécoin é o dinheiro virtual criado para utilizar no jogo, permitindo a compra de suprimentos como a Pokébolas, utilizadas para capturar os monstrinhos. 

Com o surgimento do jogo, vários programados começaram a trabalhar em paralelo, mesmo contra a vontade da Nintendo, lançando aplicativos e ferramentas que auxiliam a busca de Pokémons. 

O site www.mapapokemongo.com, feito por brasileiros, traz um mapa por cidade com os (possíveis) todos os Pokéstops.

Publicidade
Publicidade

Trata-se na verdade de uma versão customizada do Google Maps com as marcações indicando onde estão os pontos que darão ao usuário uma melhor experiência com o jogo. Ao acessar o site, basta selecionar a cidade desejada para exibir o mapa. 

Um pouco mais ousado, o aplicativo Smart Poké V2, criado somente para celulares com sistema operacional #Android, que ainda está em sua versão de testes, promete mostrar todos os Pokémons que estão ao redor do usuário e até emitir alertas, exibindo notificações na tela do smartphones, quando um monstrinho estiver por perto. 

A Niantic (juntamente com a Nintendo e a Pokémon Group) realizou uma série de mudanças em seus servidores para evitar que segredos assim fossem compartilhados, o que não surtiu muito efeito até o momento. 

A força-tarefa das empresas donas do jogo contra aqueles que pretendem burla o sistema conta com a ajuda do Google que pode excluir o aplicativo da Play Store a qualquer momento.

Publicidade