Sorria, pois, neste exato momento, se você tiver webcam no computador, pode estar sendo observado. Ao menos é o que acredita o diretor da Agência Federal de Investigação (FBI), James Comey.

Conforme o jornal Daily Mail, desta quinta-feira (15), o diretor revelou o fato de todos os computadores do FBI, munidos de webcam, terem a câmera coberta por fita.

Segundo ele, as pessoas deveriam seguir o mesmo procedimento. "Há algumas coisas sensíveis que você deve fazer, e isso é uma delas", revela Comey durante conferência no Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais.

Com a intensidade do crescimento tecnológico global, onde anônimos e famosos de todo o mundo estão intimamente conectados por meio da internet, também aumentam as possibilidades de bandidos e curiosos espionarem indivíduos comuns.

Publicidade
Publicidade

Ciente deste fato, Comey destaca que nos escritórios do governo, todos os computadores com webcam são inutilizados por uma fita no local da câmera. Ele acentua que a medida serve de precaução para evitar que hackers espionem os agentes: "Todos eles têm uma pequena tampa que fecha sobre eles. Eu acho que é uma coisa boa”, fala.

O chefe do Bureau também salienta a necessidade de os civis agirem de maneira antecipada com relação à precaução da própria proteção na internet. Na percepção de Comey, ao invés de se tornarem vítimas de criminosos virtuais, as pessoas devem “assumir a responsabilidade por sua própria segurança”.   

O líder de uma das maiores agências de inteligência do planeta, fundada no início do século passado, em 1908, habituado a lidar com espionagens e atividades sigilosas referentes ao controle da segurança dos Estados Unidos - país alvo dos muçulmanos extremistas -, confidencia usar técnicas básicas de segurança nos computadores por ele utilizados.

Publicidade

"Eu coloquei um pedaço de fita. Eu tenho, obviamente, um laptop pessoal. Eu coloquei um pedaço de fita adesiva sobre a câmera”, fala.

Além do FBI, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, também tapa a webcam com fita adesiva (foto da matéria).

Espionagem governamental

Conforme declaração de Marcus Thomas, ex-diretor adjunto da Divisão de #Tecnologia Operacional do FBI, a entidade usa há vários anos, vírus espiões (spyware) para invadir computadores de suspeitos de terrorismo e de pessoas investigadas em outros crimes.

Em referência a fragilidade das webcams, um ex-diretor assistente da divisão de tecnologia polemiza ao confessar que as autoridades são capazes de ligar as câmeras sem que elas tenham a luz de gravação ativada. Dessa forma, o proprietário do aparelho não saberá que o equipamento está ativo.

De acordo com o Daily Mail, o FBI segue o mesmo ‘modus operandi’ dos bandidos virtuais comuns. O órgão infecta os PCs com softwares maliciosos por meio de sites falsos, técnica conhecida como phishing.

Publicidade

Páginas falsas com vírus são desenvolvidas com frequência na internet. Os hackers utilizam um sistema operacional chamado Kali Linux. Nele, há dezenas de programas específicos para todos os tipos de invasões.

Com a inserção de poucos códigos - todos disponíveis na internet -, qualquer pessoa pode criar uma página falsa igual a rede social Facebook.

Contudo, a maior dificuldade enfrentada pelos marginais digitais diz respeito à elaboração do link. No geral, páginas falsas apresentam links excêntricos e curtos.

Outra forma de garantir que você está navegando em um site verdadeiro é observar se antes do endereço as letras ‘HTTPS’ estão no link. Isso significa ‘Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro’. Em síntese, você não precisa se preocupar em navegar nos sites com essa sigla.

E aí? Já pôs a fita sobre a webcam? #Curiosidades #EUA