Uma empresa japonesa chamada Vinclu vai lançar no final de 2017 uma novidade que pode ajudar a vida de homens solitários no Japão: uma “esposa virtual" em holograma.

A "esposa" foi desenvolvida para ajudar homens solitários que sofrem de solidão ou depressão por não terem uma companheira.

"Esposa virtual" e como ela funciona

O produto foi apelidado com o nome de “esposa virtual”. Ele será como um controle remoto inteligente, que traz a projeção virtual de uma #Mulher, que vai surgir como holograma. A criação japonesa vai conversar com a pessoa e até mandar mensagens de texto.

O PREÇO

O produto será lançado no final de 2017 e terá o preço estimado de R$ 9 mil.

Publicidade
Publicidade

Preço nada barato.

CRÍTICA AO PRODUTO

Muitos japoneses apoiam a novidade, acham que pode mesmo ajudar homens que sofrem de depressão e solidão. Por outro lado, outros criticam a ideia pois acham que ela vai longe demais.

OS JOVENS NO JAPÃO

Vários jovens no país não têm muito intersere em arranjar uma companheira, ou se sentem muitas vezes desencorajados em se aproximar de alguma garota. Grande parte dos jovens preferem se interessar por moda, dinheiro, carreira, sua aparência, ou com a #Tecnologia.

Uso da tecnologia causa isolamento social

A tecnologia pode estar ajudando esses jovens a se isolar do mundo e não procurar terem um relacionamento, e preferirem ter uma vida trancada no quarto sozinhos e depressivos.

O psicólogo Wataru Nishida, da Universidade Temple, em Tóquio, afirma que “os jovens japoneses têm muito conhecimento, mas pouca experiência de vida.

Publicidade

Não sabem como expressar suas emoções”.

O Instituto Nacional de População e Pesquisa da Segurança Social entrevistou em junho de 2015 cinco mil solteiros com idades de 18 e 34 anos sobre suas atividades sexuais. Quarenta e dois por cento dos homens e 44% das mulheres nunca fizeram sexo. A pesquisa também detectou que de sete a cada 10 homens não estavam em um relacionamento, enquanto 60% das mulheres iam para cama sozinhas. Isso tudo aumenta a procura por pornografia online e namoradas virtuais. #namoro