Com a aquisição da Startup Geometric Intelligence, a Uber anuncia a nova divisão da empresa responsável por estudar a inteligência artificial e a aprendizagem de máquina: A #UBER AI Labs. A intenção da empresa em automatizar o serviço de locomoção tem ficado cada vez mais clara após a empreitada com carros que andam sem a necessidade de um motorista, em Pittsburgh, também nesse ano. Além de dispensar a função do motorista, avanços em IA podem ajudar a calcular melhores rotas nos horários solicitados. A nova equipe é composta por pesquisadores de universidades renomadas como Cambridge, e tem como diretor de divisão, Gary Marcus, professor de psicologia e neurociência da Universidade de Nova York.

Publicidade
Publicidade

Geração de emprego e conflitos com taxistas

No Brasil, a Uber já foi alvo de várias críticas e chegou como uma forte concorrência aos táxis, que por muito tempo resistiram a implantação da empresa por aqui. Agora, tudo indica que os próprios motoristas da empresa sejam os atingidos da vez, tendo em vista que, se tudo ocorrer conforme vem sendo desenvolvido pela Uber, em um futuro não muito distante, as pessoas poderão solicitar um veículo autônomo para locomoção, sem que seja necessária a parceria com um humano, e toda a tramitação de lucros que isso traz.

Entretanto, isso deve ser algo com que os motoristas de Uber não irão se preocupar tão cedo, como pôde ser observado no experimento de Pittsburgh. Apesar de os carros serem equipados com sensores de #Tecnologia laser e câmeras, a legislação norte-americana decretou que ainda é obrigatória a presença de um humano no banco do motorista, para assumir o volante, caso ocorra algum imprevisto no sistema eletrônico, ou mesmo para evitar acidentes de trânsito.

Publicidade

Impactos no futuro

Essa nova maneira de transportar pessoas pode ser analisada como um estopim para uma nova revolução tecnológica? A Uber vem mostrando bastante interesse em automatizar processos, e em plena era dos robôs, isso pode incentivar outros nichos de mercado a investirem com mais seriedade no ramo de inteligência artificial.

E você? O que acha de andar em um carro controlado por um robô? #inteligenciaartificial