Em 2007, a Apple lançou o #iPhone, um dos primeiros smartphones da #História. O #Celular foi uma verdadeira revolução no mercado. Graças à tela multitoque, ao design minimalista criado por Jony Ive, e ao toque de midas de Steve Jobs, o aparelho tornou-se um dos produtos mais bem sucedidos da história, ao lado o iPod, do Walkman e do Gameboy.

A seguir fizemos um pequeno resumo da história do smartphone da Apple.

Os primeiros modelos lançados no mercado foram o iPhone, seguido do iPhone 3G e do 3GS.

Em seguida, veio o lançamento do iPhone 4. Esse modelo marcou uma das maiores revoluções na história do aparelho. Nele o designer Jony Ive pôde colocar em prática várias ideias que haviam sido descartadas no iPhone original.

Publicidade
Publicidade

No entanto, apesar das melhorias, o novo desenho do aparelho causou problemas de conectividade causando um crise entre a Apple e os usuários.

De lá para cá, a Apple continuou trabalhando no aperfeiçoamento do seu celular. A última versão lançada e que ainda tinha a "mão" de Steve Jobs foi o iPhone 4S. Esse modelo trouxe várias melhorias em relação ao modelo anterior e marcou a chegada da Siri, a famosa assistente pessoal da Apple, dotada de inteligência artificial.

Em seguida ao lançamento do iPhone 4S, a Apple colocou no mercado o iPhone 5. Ele não trouxe grandes revoluções, mas chamou a atenção por se mais fino, mais leve e ser a primeira vez que a Apple decidiu aumentar o tamanho da tela. Essa versão também teve problemas como o iPhone 4. Por conta do design e da fragilidade, o iPhone 5 podia entortar quando colocado no bolso.

Publicidade

Esse problema seria resolvido com o lançamento do seu sucessor no ano seguinte.

O iPhone 5S, lançado em 2013 foi o primeiro smartphone com um processador de 64 bits, o que o fazia duas vezes mais rápido que o modelo da geração anterior. Outro destaque do modelo foi o sistema operacional. O iOS 7 foi a maior revolução no que diz respeito ao software do aparelho. O design flat foi introduzido por Jony Ive. Ive e sua equipe até então eram responsáveis apenas pela aparência externa dos produtos da Apple.

Juntamente com o 5S, o Apple lançou o 5C. Essa foi uma tentativa da Apple de concorrer com a enxurrada de celulares rodando o sistema operacional Android que tomaram conta do mercado, ameaçando o domínio da empresa. Vale lembrar que muitos desses modelos são mais baratos e tem praticamente os mesmos recursos que o celular da Apple.

Esse foi o primeiro modelo a ter cores variadas e a contar com um corpo de policarbonato (um plástico super resistente). Tinha o mesmo hardware do iPhone 5, mas a tela era menor.

Publicidade

O 5S foi um sucesso de vendas.

Em 2014, a Apple lançou o iPhone 6 e o 6 Plus, até então os modelos mais potentes do aparelho já lançados. Com um novo design externo, o destaque do aparelho é a tela de HD Retina de 4.7 polegadas (6), uma melhoria em relação à tela Retina com 326 ppp, a resolução máxima que o olho humano pode enxergar. Essa versão foi lançada em três cores: prateado, dourado e cinza espacial. A principal diferença entre o 6 e o 6 Plus é a tela maior deste último, com 5,5 polegadas.

Lançado em 2015, o iPhone 6S não trouxe grandes revoluções em termos de hardware, nem de software. Mas pode-se destacar a tecnologia 3D Touch. Graças a ela, é possível detectar a pressão exercida pelo toque na tela, o que traz novas possibilidades aos desenvolvedores de aplicativos. O design é bem parecido com o da geração anterior. Neste modelo a Apple introduziu uma nova cor, além das que já existia na geração passada, a rose gold. O iPhone 6S conta com uma versão maior com tela de 5,5 polegadas, chamada de 6S Plus.

Em setembro de 2016, a Apple lançou a versão mais recente do iPhone até o momento. Assim como tem acontecido nos últimos anos, não há grandes inovações ou revoluções. O iPhone 7 e o iPhone 7 Plus são evoluções dos modelos anteriores, sem nenhuma revolução. Eles têm câmeras melhores, processadores mais rápidos e resistência à água e poeira.