A #Inovação e o desenvolvimento de novas #Tecnologias na indústria automotiva estão a todo vapor e a implementação de carros autônomos circulando pelas cidades não é algo distante da realidade. Há muitas empresas trabalhando no desenvolvimento de veículos capazes de circular normalmente sem a necessidade de um motorista. Tudo isso é feito através de sensores, tecnologias de conectividade e milhares de linhas de códigos que determinam as ações que estes veículos devem seguir.

Mas, quais são as vantagens dos carros autônomos?

Um dos argumentos mais usados para defender o desenvolvimento de veículos autônomos é a segurança que eles podem oferecer se comparados aos seres humanos.

Publicidade
Publicidade

Afinal, uma máquina bem programada evitaria falhas humanas e diminuiria a ocorrência de acidentes.

Além disso, muitos defendem o conforto oferecido por esse serviço, pois uma pessoa não precisaria possuir um veículo, bastaria usar um serviço de compartilhamento e solicitar para que a leve até o seu destino.

No entanto, quais são as desvantagens?

Ainda que o sistema de um veículo #autônomo seja extremamente moderno e bem programado, toda máquina está sujeita a falhas, assim como os seres humanos. E o maior problema, com certeza, são as decisões que um computador não pode tomar quando se trata de vidas humanas.

Imagine uma situação em que há o risco de acidente com pedestre. Um ser humano talvez seja capaz de evitar este acidente com seus instintos, mas se tratando de uma máquina que só poderá agir de acordo com sua programação, o que deve ser feito? Proteger o pedestre colocando os ocupantes do veículo em risco? Proteger os ocupantes do veículo ignorando a segurança do pedestre? São muitas variáveis que podem influenciar nessa decisão e uma máquina não pode ser responsável por isso.

Publicidade

Na ocorrência de um acidente quem deverá ser responsabilizado? Os ocupantes do veículo? O fabricante do veículo e de seus sistemas autônomos? Nenhum deles será diretamente responsável pelo ocorrido.

Então, o que serão dos veículos autônomos?

Ainda que o desenvolvimento de tais tecnologias esteja em um nível avançado, a ideia de ter veículos circulando pelas cidades sem um motorista parece algo assustador e difícil de lidar. O que não deve ser um problema por muito tempo, pois com tantas empresas investindo no segmento, este projeto deve se tornar realidade em poucos anos, o que tornará necessário a existência de um consentimento entre todas as partes envolvidas e legislação suficiente para lidar com os eventuais problemas que possam vir a ocorrer.