Viagens de longa distância já percorreram um longo caminho, na verdade, sem trocadilhos, nos últimos 200 anos nós passamos de carruagens puxadas por cavalos para voos comerciais percorrendo metade do mundo em menos de um dia. Mas nós sempre sonhamos com maneiras cada vez mais rápidas de nos locomovermos, e uma ideia de transporte já está em obras.

Graças a uma #Tecnologia chamada Hyperloop, poderíamos viajar a lugares distantes em pouco tempo, sem nem mesmo sair do chão. Ele se assemelha a um trem ou um monotrilho, mas muito mais rápido devido à eliminação das fontes de fricção. Alguns trens de alta velocidade como o Maglev de Xangai, na China, podem chegar a cerca de 430 km/h reduzindo o atrito, possibilitando que levite a poucos centímetros dos trilhos.

Publicidade
Publicidade

Como ele poderia funcionar?

O Hyperloop vai um passo além de levitar sobre os trilhos, colocando cápsulas dentro de um tubo, que é um vácuo parcial, diminuindo a pressão do ar. Elas ficarão suspensas semelhantes à forma como os discos de Air Hockey são capazes de flutuar. A tecnologia faz uso de motores de indução linear magnética para acelerar e desacelerar o veículo.

Comparado ao Hyperloop, o trem Maglev parece uma tartaruga em relação à velocidade que é capaz de alcançar, esse novo sistema teoricamente é capaz de chegar a 760 milhas por hora, ou seja, aproximadamente 1.200 km/h, quase a mesma velocidade do som. Uma #Viagem entre São Paulo e Rio de Janeiro poderia levar menos de 30 minutos.

Por que é quase realidade?

Infelizmente, o Hyperloop ainda é apenas um conceito, mas a boa noticia é que desde a primeira proposta, feita em 2012, grandes apoiadores apostam na tecnologia do projeto, outras empresas e instituições também foram convidadas a desenvolver e aperfeiçoar a idéia do Hyperloop.

Publicidade

Há desafios a serem trabalhados, como as tensões que possam colocar sobre o corpo humano e também mudanças rápidas de velocidade, como quando acelera ou desacelera. Ainda assim, a tecnologia está sendo fortemente estudada por vários governos, empresas e universidades em todo o mundo. Portanto, um futuro onde todos nós estamos sendo transportados através de tubos está mais perto do que imaginamos. Abaixo você pode acompanhar o primeiro teste de velocidade do Hyperloop One.

#China