Desde o princípio da humanidade, o ser humano vem querendo descobrir como tudo teve início. Desde então, ao longo dos anos foram surgindo várias lendas, teorias sobre a origem de tudo. Com o avanço da tecnologia, a humanidade veio quebrando essas teorias com estudos científicos provando algumas das suas afirmações.

Porém, o que mais intriga a ciência é se realmente estamos sozinhos no universo, ou se existe vida em algum planeta distante. Atualmente, a #Nasa afirma já ter explorado cerca de 4% do universo, e continua explorando na esperança de encontrarem algo parecido com a Terra. Apesar de recentemente terem descoberto 7 planetas em um sistema a 39 anos luz do nosso planeta, eles continuam estudando um que fica próximo de nós: Marte, ou também conhecido como planeta vermelho.

Publicidade
Publicidade

Para uma maior exploração deste nosso "vizinho", a NASA está desenvolvendo um sistema de propulsão a laser para poder alcançar este planeta em apenas 3 dias, diferentemente de hoje, na qual com a tecnologia atual, seriam necessários cerca de cinco meses para podermos chegar lá.

Esta tecnologia que está sendo desenvolvida possui um sistema de propulsão que utiliza partículas de luz, chamadas de fótons. Por precisar de uma grande quantidade de equipamentos, o maior desafio que eles estão enfrentando é criar um tipo de anel com supercondutores capazes de criar uma propulsão capaz de decolar uma nave.

Para ser gerada a impulsão necessária para uma nave, as partículas de fótons trabalham por meio da energia para impulsionar gradativamente a nave ao espaço.

Não foi realizado ainda nenhum teste físico deste novo experimento, mas os pesquisadores estão confiantes, pois seus cálculos afirmam que um ofício robótico com massa de 100 kg pode chegar em Marte em apenas 3 dias.

Publicidade

Agora, para este sistema ser utilizado em naves com capacidade de transportar cargas humanas, este tempo se estenderia para cerca de um mês, um tempo muito bom em comparação com a tecnologia que possuem hoje.

O cientista que está a frente deste projeto é Philip Lubin. #Alienígenas #Curiosidades