A espera terminou e os ansiosos podem ficar tranquilos agora. A Nintendo anunciou que o primeiro jogo de Super Mario para smartphones será lançado nesta-quinta feira (23/03/2017) para dispositivos Android. O jogo poderá ser baixado gratuitamente em uma versão reduzida e a versão completa é vendida pelo preço de 10 dólares, algo em torno de 35 reais. #Super Mario Run estreou nos celulares em 15 de dezembro de 2016 para dispositivos IOS, e em apenas 4 dias teve 40 milhões de downloads efetuados.

Milhões de downloads e dólares

Em duas semanas, o jogo chegou a 90 milhões de downloads e arrecadou nada mais nada menos do que 30 milhões de dólares.

Publicidade
Publicidade

De todos os downloads efetuados até o momento, apenas 3,4% das pessoas compraram a versão completa, e mesmo assim já podemos ver o valor arrecadado pela Nintendo. A intenção da Nintendo é ampliar cada vez mais o universo do game, já que 80% das pessoas possuem smartphones com Android instalados (de acordo com a empresa de pesquisa de mercado IDC). Apesar de o preço do jogo poder ser um grande empecilho no Android, já que muitas empresas reclamam de a plataforma ser considerada difícil de emplacar apps pagos, a Nintendo acredita que o sucesso de Super Mario Run está apenas no início. Resta esperar para saber se será mesmo assim.

No jogo, Mario deve superar obstáculos, capturar moedas e superar os inimigos correndo pelo cenário, e diferentemente do que vemos nos consoles e outros videogames portáteis não devemos andar com o Mario horizontalmente, apenas dar toque na tela para que ele possa pular sobre blocos e inimigos, e subir em partes do cenário.

Publicidade

Este é o segundo jogo da Nintendo para smartphones. O primeiro foi Miitomo, lançado em março e disponível no Brasil desde setembro.

Mais sobre a Nintendo

A Nintendo trouxe esse ano o console Nintendo Switch, que foi a mais nova aposta no mundo dos consoles, depois do fracasso que foi o Wi U. Até o momento, tudo indica que essas apostas em dispositivos portáteis estão caindo no gosto do público, e quem sabe trazendo a Nintendo de volta à disputa com as grandes dos setor, Sony e Microsoft. #Nintendo Games #Games