Casos de pessoas que colocam fotos íntimas de seus companheiros nas redes sociais após um desentendimento são mais comuns do que se pensa. Muitos deles agem por um impulso de raiva do parceiro e não medem as consequências dos seus atos. Com isso, acabam infringindo a privacidade e o direito do outro. Pensando nisso, o #Facebook está lançando, nesta quarta-feira (5), um sistema para impedir a ‘vingança pornô’ – no qual os usuários das redes sociais poderão denunciar os casos para barrar que determinadas fotos sejam compartilhadas no Facebook, #Instagram e Messenger. As informações foram divulgadas pelo portal de notícias G1.

Segundo a companhia, as pessoas que compartilharem tais imagens de vingança pornográfica podem ter suas contas das redes sociais suspensas.

Publicidade
Publicidade

De acordo com o portal, a ‘vingança pornô’ atinge mais as mulheres. Já que, muitas vezes as pessoas se utilizam das fotos para extorquir a vítima de alguma forma ou simplesmente para humilhá-las, expondo ao ridículo.

As novidades na plataforma digital não param por aí, já que a empresa também se comprometeu a lançar um sistema automático que irá impedir novos compartilhamentos de imagens que já tiverem sido denunciadas. As imagens serão bloqueadas, não podendo ser mais visualizadas no Instagram, Facebook e também no Messeger.

Processo contra o Facebook

Pelo motivo de que a empresa deveria ter feito mais para impedir práticas de imagens pornográficas, nas redes sócias, pessoas de vários países - entre eles os Estados Unidos, processaram o Facebook. O caso aconteceu em 2015, e na época o empresa afirmou que imagens desse tipo “compartilhada como vingança” já são proibidas na plataforma, e que elas violam os termos da rede social.

Publicidade

Sendo assim, qualquer internauta pode fazer a denúncia de fotos e vídeos com esses tipos de conteúdos.

Comente sua opinião sobre o novo sistema criado pelo Facebook

Será que com essa nova mudança, os casos de ‘vingança pornô’ irão diminuir nas redes sócias? As pessoas vão pensar mais antes de agir? O que você acha de tudo isso? Conta pra gente nos comentários. #Celular