Milhões de assinantes da TV por assinatura que vivem em Brasília e em São Paulo, andam frustrados com a briga entre operadoras e emissoras da empresa Simba (SBT, Record TV e Rede TV). Os canais, que estão inclusos nos pacotes de assinatura, deixaram de ser transmitidos e o #Sinal Digital não funciona bem, na maior parte das cidades.

Mesmo com televisores modernos e antenas UHF externas, grande parte dos assinantes não conseguem assistir aos canais paulistas. Como as operadoras de TV a cabo não querem dar desconto para os clientes, devido a saída da Record, SBT e Rede TV, muita gente preferiu cancelar seus respectivos pacotes, durante essa semana.

Publicidade
Publicidade

A apresentadora Luciana Gimenez, da Rede TV, chegou a ensinar o telespectador, durante programa ao vivo, a cancelar seu contrato com a TV paga. Através de programas de TV, vídeos na internet, sites e jornais, advogados já orientaram os clientes da Sky, NET, Claro TV, Oi e Embratel, a buscarem seus direitos.

Perda constante de clientes

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), informou que só no mês de fevereiro, quase 100 mil pessoas cancelaram suas assinaturas com operadoras de TV paga. O próximo levantamento deve ser ainda maior, uma vez que o desligamento do sinal analógico começou nos primeiros dias de março, em Brasília.

Para quem vive em outro estado e está comemorando que o problema da transmissão das três emissoras, ainda não os atingiu, pode começar a se preocupar. O mesmo processo acontecerá em todo o Brasil.

Publicidade

O próximo desligamento será em maio e implicará o estado de Goiás, e em julho haverá desligamento em massa nos estados do Ceará, Bahia e Minas Gerais.

Em setembro, será desligado o sinal analógico das cidades do litoral e interior de São Paulo e em outubro, no Rio de Janeiro e Espírito Santo. Os demais estados não citados, perderão o sinal analógico no começo do próximo ano.

Espera-se que até o final do ano, as operadoras de TV paga e as emissoras da empresa Simba, já tenham entrado em um acordo e a transmissão não seja interrompida, mas se continuar do jeito que está, muita gente deixará de assistir a programação do trio, uma vez que ter um televisor moderno, não muda o fato de que o sinal via satélite não seja muito bom em alguns lugares.

A situação se torna ainda pior em regiões muito planas ou baixas, bem como em casas próximas de grandes construções, condomínios rodeados de prédios, zonas rurais e regiões com muitas árvores e montanhas.

As operadoras afirmam que a culpa da ausência de transmissão, é das emissoras de TV, já os representantes das emissoras, afirmam que as operadoras se recusam a pagar para retransmitir os seus respectivos sinais.

Publicidade

Há pouco mais de dois anos, houve um problema similar, quando as operadoras de TV a cabo cobraram R$1 milhão mensal para retransmitir o sinal da TV Gazeta e a emissora decidiu não integrar nenhum pacote de TV por assinatura.

Por enquanto, a única empresa que aceitou negociar, foi a Vivo TV, que mantém a transmissão da Record, Rede TV e SBT, por tempo indefinido, até que cheguem (ou não) a um acordo. #SBT, Record e Rede TV #Televisão