A essa altura do campeonato, quase todo mundo conhece o aplicativo de mensagens #WhatsApp, popular por sua praticidade e pelo caráter de gratuidade. Além disso, o aplicativo ganhou manchetes de jornal nas vezes em que juízes chegaram a bani-lo por considerar que sua criptografia pode proteger as comunicações de criminosos. Ainda assim, há coisas que muita gente não sabe sobre a popularíssima ferramenta de comunicação.

1 - A reconquista da privacidade, mas há um preço a pagar

Muita gente não gosta daqueles ticks azuis que aparecem no aparelho do remetente avisando quando o destinatário leu a mensagem. Esse recurso pode ser desabilitado.

Publicidade
Publicidade

Indo a "configurações", clicando "conta", depois "privacidade" e, finalmente, desmarcar o item "confirmação de leitura", a pessoa deixa de ser capaz de ver se outros já leram suas mensagens e, em contrapartida, os outros tornam-se incapazes de ver se a pessoa leu as mensagens deles.

2 - Em busca das conversas perdidas, mas é preciso fazer backup antes

Muita gente já deve ter apagado conversas que queria conservar. Esse problema é fácil de resolver: basta desinstalar o WhatsApp e voltar a instalá-lo. Durante a reinstalação, vai aparecer a opção de recuperar os arquivos que estiverem guardados no backup.

3 - Protegido contra bisbilhoteiros, mas nem tanto...

Apesar da complexa criptografia das mensagens, que inclusive já causou problemas com a Justiça brasileira, as fotografias continuam sendo transmitidas de um jeito que permite interceptação por pessoas não muito bem intencionadas.

Publicidade

4 - Espionagem consentida

O contrato que o usuário assina com o WhatsApp dá à empresa o direito de acessar informações como, por exemplo, os contatos da pessoa no Facebook.

5 - Quando o usuário vê, lá se foi sua cota de dados, mas existe uma solução

Se o usuário não tomar cuidado, ações que ele não executou, como certos downloads por exemplo, podem acabar consumindo toda a cota de dados de internet que o plano dele permite. O jeito é ir em "Configurações" e mudar o status do item "Uso de dados". Em "Quando utilizar rede de dados", a pessoa opta por quando usar sua cota de dados e quando usar apenas o Wifi para os downloads.

6 - Não daria para enviar pelo WhatsApp, mas tem como dar um jeitinho

É possível usar o File Explorer (no Android) ou Cloudsend (no iPhone) para localizar arquivos e enviá-los pelo WhatsApp, mesmo se eles estiverem em formatos que, a princípio, o WhatsApp não permitiria enviar. #smartphones