A divisão do LinkedIn da Microsoft construiu uma nova versão de desktop do Windows 10 do aplicativo do LinkedIn, que está sendo lançada este mês.

O aplicativo, que estará disponível na loja do Windows até o final de julho para todos, é apenas para PC e tablets, e não para todos os usuários do Windows ainda. A Microsoft lançará a versão do Windows Phone do aplicativo LinkedIn e está aconselhando os usuários do aplicativo a usarem o site do LinkedIn via móvel.

O app do LinkedIn para Windows 10 é basicamente a versão web em um wrapper (uma extensão do aplicativo para web, semelhante ao do WhatsApp Web). Embora aproveite alguns recursos do Windows 10, não é um aplicativo Universal Windows Platform (UWP) completo, podendo dizer dos programadores que já usaram o aplicativo ainda beta.

Publicidade
Publicidade

(Ainda não está aparecendo para mim na loja do Windows.)

No final do ano passado, quando a aquisição da LinkedIn pela Microsoft foi finalizada, a CEO Satya Nadella disse que disponibilizar as notificações do LinkedIn no Centro de Ação do Windows 10 seria uma das primeiras prioridades da empresa. Este novo aplicativo cumpre essa promessa.

Os usuários serão capazes de gerenciar quais #Aplicativos eles gostariam (e não gostariam) de entrar no Centro de Ação das guias de notificações dentro do aplicativo, de acordo com a postagem do blog do LinkedIn.

A Microsoft cruzou outro item para fazer da sua lista de integração do LinkedIn na semana passada como informado em seu blog, disponibilizado, geralmente, sua nova oferta de vendas de relacionamento, que é uma combinação do Navegador de vendas do LinkedIn e da Dynamics 365 para vendas.

Publicidade

Também possui diversas outras integrações do LinkedIn Dynamics 365.

A Microsoft ainda não vinculou informações de identidade e rede da LinkedIn no Outlook e no Office, disponibilizando mais conteúdo patrocinado em várias propriedades da Microsoft, tornando o LinkedIn Learning (incluindo os recursos do Lynda.com) disponível no Office 365 e no Windows ou desenvolvendo um grande banco de notícias de negócios em todo o ecossistema de conteúdo e MSN.com - todos os quais também estavam na lista de ativos de integração do Linkedin, segundo o Diretor Executivo da Microsoft - Satya Nadella.

Outro ponto interessante será a disponibilidade de idiomas que a Microsoft irá lança no aplicativo, que será lançado em 22 idiomas (inglês, alemão, francês, espanhol, português, chinês (simplificado), árabe, dinamarquês, italiano, holandês, japonês, coreano, norueguês, polonês, turco, sueco, chinês (tradicional), checo, Indonésio, tailandês, malaio, romeno). #13ReasonsWhy #Tecnologia