Na hora de comprar um #smartphone, todo mundo tem o mesmo objetivo: pagar pouco por um aparelho de qualidade, e é nesta hora que vem aquela indecisão, pois alguns aparelhos mais baratos são considerados ruins, 'fracos', enquanto que os mais caros são tidos como aqueles que trazem tecnologia de ponta. Ficar longe dos celulares ruins é uma regra que vale para todos, mas o que muita gente não sabe é que tem muito smartphone caro que é péssimo.

Abaixo você confere uma lista com alguns dos piores smartphones do mercado e, se não quiser ter dor de cabeça, é melhor ficar bem longe deles.

Outro #Celular que deu muito problema foi o Motorola FlipOut, que traz um teclado físico, prometendo facilitar a vida do usuário, mas não avisa que só consegue usar quem tem as mãos bem pequenas.

Publicidade
Publicidade

As teclas minúsculas dificultam a digitação, é um verdadeiro teste de paciência. Sempre que o usuário tentava apertar uma tecla, acabava acionando várias de uma só vez e para corrigir era mais complicado ainda.

A Nokia, que é conhecida por não ter aparelhos com visual moderno, resolveu lançar o 'Nokia 7600', prometendo um visual exclusivo, mas tudo que conseguiu foi um celular feio, sem nenhuma praticidade, se tornando um dos piores lançamentos da empresa.

Quando os smartphones chegaram ao mercado, com a tela sensível ao toque, os celulares no formato flip logo caíram no esquecimento, mas a Siemens resolveu lançar o Xelibri 6, exclusivamente para o público feminino. O aparelho tinha o formato de um estojo de maquiagem e as teclas ficavam nas laterais, algo muito bizarro, difícil de usar e ainda tem a questão do preço, pois era caríssimo.

O iPhone 4 e 4S trouxe algumas novidades, mas o botão home dá muito problema e está sempre emperrando.

Publicidade

Um problema muito sério para um aparelho que dizia ser de ponta, sem contar que seu preço ia nas alturas.

O N-Gage foi um modelo que a Nokia anunciou como revolucionário, mas sua ergonomia complicou a vida de quem comprou este modelo e para complicar, sempre que alguém quisesse trocar o game, tinha que desligar o aparelho e remover a bateria. Claro que foi um verdadeiro fracasso de vendas.

E não podemos deixar de falar do 'bombástico' Samsung Galaxy Note 7, que chegou ao mercado no ano passado, prometendo ser um modelo top de linha, só que o aparelho começou a explodir, por causa de sua bateria e nas redes sociais foram surgindo vários casos, o que fez com que ele se tornasse odiado por todos, pois trazia muito perigo. #Tecnologia