Publicidade
Publicidade

O fim da #CyanogenMod, a popular ROM alternativa do Android, no ano passado, pegou os usuários de surpresa e caiu como uma verdadeira bomba. Todo mundo acreditou que seria a morte definitiva do sistema. A choradeira foi geral. E não é para menos, pois a distribuição tinha milhões de usuários [VIDEO] mundo afora. Portanto, a decisão de encerrar o projeto foi recebida com um misto de dor e decepção.

Mas, por mais que os usuários torcessem pela continuação do CyanogenMod, a verdade é que as coisas já não iam bem há tempos dentro da Cyanogen. As rusgas entre o fundador da empresa, Steve Kondik, e o atual CEO, Kirt McMaster, resultaram numa situação bem ruim.

Publicidade

Brigas e acusações de falhas de gestão, por parte do CEO, foram o estopim para a desintegração da companhia e o encerramento do projeto CyanogenMod.

Mas, como se diz no xadrez, “rei morto, rei posto”, o fim do CyanogenMod foi também o gatilho para o surgimento do #LineageOS que, basicamente, trata-se de um clone do Cyanogen. O seu lançamento só foi possível, é claro, porque o seu antecessor era um projeto de código aberto, assim como o próprio Android que, por sua vez, é baseado no Linux [VIDEO]. Tão logo foi anunciada a descontinuação, a comunidade de desenvolvedores independentes por trás da ROM se mobilizou para oferecer uma alternativa.

Aos poucos, o LineageOS tenta se encaminhar para ser o sucessor do CyanogenMod. A evolução, claro, deverá ser mais lenta. Com a perda da estrutura de servidores e o apoio financeiro de investidores, o LineageOS deve contar, pelo menos por enquanto, apenas com o esforço de seus desenvolvedores independentes.

Publicidade

E os primeiros resultados começam a aparecer. Baseado na ROM do Android 7.1.2 Nougat, a versão mais recente do LineageOS (14.1) traz suporte a vários modelos de celulares, como o #Google Pixel C e o Mi 5s Plus, entre outros. A variante do sistema disponível para o Motorola Photon Q e o eEco Le Max 2 também foi atualizada da versão 13.0 para a 14.1.

Para manter os usuários atualizados sobre o progresso do desenvolvimento do sistema, a equipe por trás da ROM detalhou as modificações e melhorias incluídas na última versão. Entre elas estão a adoção de uma prática da União Europeia, que visa proteger a privacidade dos usuários, deixando de gravar nos logs de chamadas alguns números considerados sensíveis, como aqueles direcionados a serviços de prevenção de suicídio, abuso sexual e violência doméstica. Isso permitirá às pessoas com esses tipos de problemas obter ajuda de maneira mais discreta possível.

Além disso, a versão mais recente do LineageOS traz melhorias no “Modo Desktop” do browser. Assim, os sites podem ser renderizados no smartphone, da mesma maneira como o são no navegador do computador.

Publicidade

Outra melhoria adicionada também é referente ao navegador, que mostra mais claramente quando o modo incógnito está ativado. E, quando ele estiver ativado, nenhum cookie será armazenado durante a navegação.

Agora é torcer para que o LineageOS continue evoluindo de forma constante e se consolidando como uma boa alternativa ao CyanogenMod.