Na ultima terça-feira (02/07) o programa A Liga explorou diversas áreas extra-campo da copa do mundo no Brasil. Cazé (um dos apresentadores) ficou com o desafio de saber se realmente os taxista brasileiros particularmente os do Rio de Janeiro fazem, supercobranças, valores fixos ou mesmo o caminho mais longo para a corrida ficar mais cara.

Cazé combinou com um rapaz italiano para entrar nos táxis e fazer que não conhecia exatamente nada do Brasil pra saber qual seria a reação dos taxistas frente a tamanha facilidade para faturar em cima do italiano. O rapaz cumpriu seu papel muito bem nos respectivos 10 táxis que foram pegos aleatoriamente (claro!) para fazerem o teste .

Publicidade
Publicidade

No décimo carro até o apresentador Cazé disfarçado de torcedor inglês foi junto no táxi com o italiano para causar, digamos, uma tentação ainda maior ao ver dois estrangeiros sem saber nada sobre o Brasil especialmente sobre a cidade do Rio de Janeiro, para saber se com tanta facilidade de tirar uma grana a mais o taxista iria ser honesto.

Resultado de toda essa historia? Todos os dez taxistas que foram pegos sem saber para fazerem o teste foram honestos! Isso mesmo nenhum cobrou valor fechado, nem fez um caminho mais longo para ficar no lucro e também não colocaram o taxímetro para rodar mais rápido. Todos fizeram o caminho correto e o valor ficou na faixa dos 25 reais, até menos em alguns casos.

E agora José ? Será uma lenda urbana, será mais uma das invenções que os "gringos" dizem a respeito do Brasil, será uma super coincidência de terem pegado dez motoristas honestos seguidos ou será que nós mesmos ,brasileiros, é que estamos desacreditados de tudo ?