Não há como negar que não se fazem mais aberturas de novelas como antigamente. As aberturas de novelas brasileiras eram um show à parte. Suas produções eram bem elaboradas e construídas a partir de muito trabalho e criatividade. Conheça algumas aberturas de novelas brasileiras que merecem destaque.

Império (2014-2015)

No embalo da música 'Lucy in The Sky with Diamonds' dos Beatles, interpretada por Dan Torres, revelação do extinto programa Fama, nasce uma joia. Todas as cenas foram captadas por uma câmera em um estúdio - com exceção da cena do monte Roraima - e quase não foram usados efeitos visuais em computação gráfica.

Publicidade
Publicidade

Os elementos que compõem a abertura são um cofre de banco, um lapidador e seus instrumentos, o monte Roraima, o garimpo, uma vitrine de joalheria e um escritório.

Passione (2010-2011)

A abertura não tinha elementos que chamassem atenção até que, no final, uma obra de Vik Muniz - famoso artista que transforma lixo em obras de arte - se formou. Foram utilizados 4,5 toneladas de material reciclado para formar o rosto dos dois protagonistas da novela se beijando. Foi mais uma abertura editada por Hans Donner e sua equipe. "Aquilo que dá no Coração" foi a música de abertura interpretada por Lenine.

Duas Caras (2007-2008)

Ao som da música "E vamos à luta" de Gonzaguinha, foi recriada uma favela utilizando 1500 maquetes que ocuparam 64 metros quadrados do estúdio.

A Indomada (1997)

A protagonista da abertura da novela foi a atriz Maria Fernando Cândido, que ainda não era conhecida na época.

Publicidade

A atriz corria descalça por uma terra árida ao som de "Maracatudo", cantada por Sérgio Mendes. De cabelos soltos e vestido vermelho, seu corpo transformava-se em elementos da natureza como água, pedra e fogo para vencer os obstáculos em seu caminho. Onde a atriz passava, belas paisagens floresciam.

Mulheres de Areia (1993)

Na abertura original, a modelo Mônica Carvalho representava as diferenças entre as protagonistas Ruth e Raquel. Em um momento aparecia dançando em ambientes aquáticos e em outro, em terrenos arenosos. A silhueta da modelo, nua, aparecia em um determinado momento. A abertura era ao som de "Sexy Iemanjá" de Pepeu Gomes. Para reprisar a novela no Vale a Pena Ver de Novo, a emissora adaptou a abertura, pois não era compatível com o horário em que seria exibida.

Tieta (1989-1990)

A novela da TV Globo inovou com uma abertura que mixava a beleza feminina da modelo Isadora Ribeiro com elementos da natureza. As fotos do litoral de Mangue Seco tiradas por Hans Donner e sua equipe foram utilizadas como fundo das cenas em que a modelo aparecia nua em primeiro plano.

Publicidade

As árvores, folhas e pedras davam forma ao corpo de Isadora. A produção foi feita em estúdio em um tanque com iluminação artificial para simular a claridade da luz solar. A música de abertura era "Tieta", interpretada por Luís Caldas.

Rainha da Sucata (1990)

Ao som da música "Me chama que eu Vou" cantada por Sidney Magal, Rainha da Sucata teve uma das aberturas mais contagiantes. Quem nunca ficou com vontade de sair dançando quando começava essa abertura? Como é impossível ficar parado ao som da lambada, vários objetos como ferro, tábua de passar roupa, ventilador, balde, deram vida a uma boneca dançarina que dançava com os dançarinos reais. Como não poderia deixar de ser, a abertura tem a mão de Hans Donner. #Entretenimento #Televisão #Inovação