Morre em Cancún aos 85 anos Roberto Bolaños, criador do Chaves e Chapolin e muitos outros personagens. O anúncio foi feito pela Televisa essa tarde. Ainda não foi descoberta a causa da morte, mas Bolaños vinha sofrendo com alguns problemas de saúde já faz algum tempo.

Dono de um grande talento, tanto como criador bem como intérprete de vários personagens, entre eles o que lhe deu maior destaque, Chaves. Ele aqueceu os corações de milhões de telespectadores com um estilo de comédia limpa, longe da insinuação sexual e com piadas sem obscenidade, o que não é tão popular hoje. Em uma carreira que começou na década de 1950, ele escreveu centenas de episódios de televisão, 20 filmes e produções de teatro, que eram recorde de público.

Publicidade
Publicidade

Interpretou personagens que conquistaram milhões de crianças por várias gerações, cativava-as pela sua simplicidade e inocência. Mesmo após tantos anos, ele nunca perdeu audiência e ainda continua a ganhar muitos fãs pelo mundo.

Nascido em 21 de fevereiro de 1929, dedicou-se a escrever ainda jovem. Era casado com Florinda Meza, que atuava com ele no seriado. Deixa os filhos Roberto, Cecília, Teresa, Paulina e Graciela, filhos do seu primeiro casamento com Graciela Fernández Pierre .

O programa do Chaves teve como seu nome original de El Chavo del Ocho, nome original no seu país. O primeiro programa foi ao ar no dia 20 de junho de 1971. No Brasil, ele já vem sendo exibido pelo SBT há 30 anos.

Na sexta-feira, o presidente mexicano Enrique Peña Nieto twittou: "O México perdeu um ícone cuja obra transcendeu gerações e fronteiras."

Talentoso, tanto na tela e por trás dele, ele alcançou sucesso esmagador em 1970 com a criação de "Chespirito", um programa de televisão, que incluiu segmentos sobre "The Crimson Grasshopper."

O super-herói pateta, vestido com uma roupa vermelha e capa com antenas que o ajudam a detectar o perigo a quilômetros de distância.

Publicidade

Ele completou a roupa com shorts e botas amarelas, dando-lhe a aparência de um zangão vermelho. O personagem tinha superpoderes, incluindo o de encolher ao tomar uma pílula e esquivar-se de inimigos, repetindo constantemente suas frases : "Não contavam com minha astúcia" e "Sigam-me os bons."

Em 1971, Bolaños escreveu e atuou como "El Chavo del Ocho" ("O Chaves do Oito"), uma referência para o canal que transmitia o show. "El Chavo" provou ser tão popular que reprises ainda são mostradas em vários países Latino Americanos e na televisão de língua espanhola e nos Estados Unidos.

Em uma entrevista de 2005 com o jornal mexicano La Jornada, Bolaños disse que sempre escreveu com pessoas da classe baixa em sua cabeça: "Há escritores que derramam palavras, conceitos que soam realmente importantes, mas que não dizem nada, eu sempre tentei ser o mais conciso possível, tudo para tentar chegar a todos, mas especialmente as pessoas simples, aqueles que precisavam ser alcançados mais do que ninguém."

Hoje o mundo fica um pouco mais triste por essa grande perda, fica enlutado por perder um herói, Roberto Bolaños.

Publicidade

Com certeza ele deixará uma legião de fãs que agradecem muito por sua obra.

Tão apaixonado pela vida, que se pudesse ainda diria: " Pi, pi, pi, pi, pi, foi sem querer, não querendo que eu parti". Obrigado Bolaños ! #Famosos #Seriados