A traição de Marcelo Adnet foi um dos assuntos mais comentados dos últimos dias. A esposa, Dani Calabresa, evitou falar do assunto e segue a vida. Marcelo pediu desculpas e declarou ser Dani a mulher da vida dele. Entre um tópico e outro, foi massacrado nas redes sociais - e nós perguntamos: "Essa preocupação toda com a vida dos outros, tem nos permitido viver a nossa própria vida?" Essa situação - como aconteceu outras vezes com outros casais de #Famosos - faz com que levantemos alguns questionamentos sobre traição, o preço da fama e o impacto dos usuários de redes sociais na vida ou carreira de alguém.

Paga-se um alto preço por ser famoso

Esse tópico é sempre levantado em acontecimentos como esse - flagrantes, falta de privacidade, escândalos. Os próprios famosos dizem isso. Mas não há como evitar: é uma pessoa conhecida, que frequentemente entra na casa das pessoas através de seu trabalho e não raro, é um ídolo para alguém. A internet fez com que as pessoas se sintam ainda mais próximas dos artistas. Imagina-se que não seja muito fácil a vida de quem é celebridade, uma vez que há sempre algum profissional atrás de uma imagem comprometedora ou de uma boa matéria. E eles conseguem, Adnet que o diga.

Traição é sempre um prato cheio

Traição dá ibope, dá cliques, dá o que falar. Alguns sabem lidar perfeitamente com casos assim, outros não. Cada um tem uma opinião sobre traição e sempre as opiniões se chocam, divergem. Trair não significa necessariamente que a relação esteja ruim - é tentação, ímpeto, impulsividade. E muitos casais têm isso muito bem resolvido em seus relacionamentos, enquanto outros não seguram essa barra. Uns conseguem perdoar e seguir em frente - juntos. Outros também seguem, cada um o seu caminho. É um assunto complexo, onde cabe somente aos envolvidos a decisão pelo caminho que irão seguir. Juntos ou separados? Só cabe a eles.

Redes sociais - o grande carrasco

Fez e foi flagrado? Sinto muito, mas há milhares de pessoas que irão te malhar e te ofender da forma mais cruel que conseguirem. Sim, essa é a nossa atual realidade nas redes sociais. Há um ódio tão grande por tudo e por todos, que muitas vezes nem dá para acreditar nas coisas que lemos. Comentários maldosos, cruéis e de ofensa, como se a pessoa tivesse o direito de fazer isso. Não, mesmo que você conheça a pessoa. Com quem não conhece então, ainda pior, pois não se tem parâmetros, não se conhece o caráter de quem está lá, na linha de fuzilamento. Isso não é liberdade de expressão, antes que alguém defenda, isso é não saber portar-se em sociedade. Não é porque não está exposto que pode dizer o que quiser. Há limites e espero que um dia cada respeite o seu.

Não conheço o Marcelo Adnet nem a Dani Calabresa. Usei o caso como exemplo porque é o caso do momento - até o próximo flagrante. #Entretenimento #Televisão