Começa hoje (20) a 15ª edição do Big Brother Brasil. Em diversas edições, os participantes se envolvem em polêmicas, muitas vezes fazendo com que a Globo tenha que se retratar sobre o assunto. Entre os momentos mais tensos da história do programa estão distúrbio alimentar e até mesmo casos de polícia, quando houve um suposto estupro durante o BBB12.


Confira abaixo os cinco momentos mais controversos e polêmicos da história do BBB e se prepare para o BBB15.

Deportação

Sérgio Tavares, participante de Angola, quase foi deportado já na primeira edição do BBB. O angolano, já na primeira semana do programa, quase foi deportado para a França. A deportação aconteceria porque o participante tinha visto temporário para permanecer no Brasil, mas já estava vencido. A Polícia Federal solicitou que Tavares deixasse o Brasil em oito dias mas, no fim, ele continuou no reality show até ser eliminado pelo público.

AVC

Marielza Souza, do BBB5, entrou no programa após a seleção tradicional, por meio de sorteio. Entretanto, após apenas 10 dias dentro do reality, a dona de casa teve que deixar de participar porque sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) dentro da banheira de hidromassagem. A dona de casa foi substituída pela participante carioca Aline.

Bulimia

Durante o BBB1, a participante Alessandra, mais conhecida como Leka, foi responsável por popularizar o debate da bulimia entre o público brasileiro. Até então, esse distúrbio alimentar quase nunca era mencionado na mídia. As câmeras do banheiro da casa flagraram diversas vezes a participante, que tinha problemas com o seu peso, forçando o próprio vômito após fazer refeições. 

'Hétero não pega Aids'

Marcelo Dourado, ao participar da 10ª edição do BBB, soltou essa pérola que fez com que a Globo fosse obrigada a dar uma breve aula durante o programa sobre como a Aids é transmitida. Dourado, que acabou se tornando o vencedor da edição, afirmou aos colegas de reality que heterossexuais não se contaminam com o vírus porque mulheres não poderiam transmiti-lo para homens. Após a pérola, a Justiça obrigou a Globo a se retratar sobre o assunto e corrigir a declaração do participante. #Entretenimento #Televisão

Suposto estupro

No BBB12, os participantes Monique e Daniel estavam deitados na cama após uma festa. O problema foi que as câmeras o mostrou se movimentando muito ao lado da estudante, que mal se mexia. Após esse acontecimento, os telespectadores levantaram a hipótese de estupro e Daniel foi expulso do programa. Já aqui fora, tornou-se alvo de inquérito policial, mas no fim foi julgado inocente.