Depois de adaptações de obras literárias, como Jogos Vorazes e Crepúsculo, levarem milhões de pessoas ao #Cinema, é a vez do fenômeno mundial 'Cinquenta Tons de Cinza', obra de E. L. James, que tem direção de Sam Talyor-Johnson (diretora de 'O Garoto de Liverpool' - 2009). O filme é protagonizado por Dakota Johnson e Jamie Dornan (conheça um pouco mais sobre a carreira do ator que vive 'Christian Grey' no cinema). 

Segunda melhor pré-estreia da história

O filme estreou hoje nos Estados Unidos (na madrugada de quinta para sexta) e arrecadou a segunda melhor bilheteria de uma pré-estreia de um longa R-rated, US$ 8,6 milhões.

Antes mesmo da estreia, o filme já havia batido recorde de bilheteria nos Estados Unidos. Segundo o site especializado em venda de ingressos online Fandango, a pré-venda dos ingressos já havia superado, em janeiro, a bilheteria de outros filmes classificados como R (impróprios para menores de 17 anos), como 'Garota Exemplar', 'Se Beber não Case' e 'Sex and the City 2'. 

A previsão de faturamento do filme, no fim de semana de estreia, só nos cinemas americanos, é de US$ 60 milhões, segundo o site BoxOffice. 

Recorde de bilheteria em 5 países 

Nessa semana, o filme estreou em cinquenta e sete países, exceto naqueles que teve exibição proibida, como Malásia, Quênia e Indonésia.

Segundo a revista 'Variety', o longa bateu recorde de bilheteria em cinco países: Austrália (US$ 2 milhões), Bélgica (US$ 542 mil), Filipinas (U$ 340 mil), França (US$ 2,7 milhões apenas no primeiro dia) e Suíça (US$ 136 mil).

Confirmação de sequências

Já era esperado, mas mesmo assim muitos fãs comemoraram quando Taylor-Johnson confirmou as sequências do filme: 'Cinquenta Tons mais Escuros' (2016) e 'Cinquenta Tons de Liberdade' (2017). A confirmação foi feita durante a pré-estreia do longa em Nova Iorque, no dia 6.

Polêmicas em torno do filme

Muitas polêmicas vieram à tona na semana anterior ao lançamento do filme. Alguns países proibiram a exibição do mesmo, por considerá-lo impróprio e um grupo de ativistas lançou a campanha de boicote ao filme: #50DollarsNot50Shades.

No Brasil, o filme foi exibido em 1.090 salas de cinema, em 200 cidades. #Famosos