A simpática atriz Florinda Meza, 66 anos, a Dona Florinda do seriado do Chaves, desembarcou no Brasil pela primeira vez e esteve no programa do 'Ratinho' no SBT. Assessorada por uma intérprete, contou sobre a sua vida com Roberto Bolaños, o intérprete e criador de Chaves e Chapolin Colorado que morreu no ano passado aos 85 anos.  O auditório do programa estava repleto de fãs do casal e das séries.

Bolaños foi um gênio da comédia romântica. Mestre da criatividade e um romântico inveterado. Além de criar os episódios de Chaves e Chapolin Colorado, escreveu livros, escreveu novela - em que Florinda foi atriz - e pintou quadros.

Publicidade
Publicidade

 

Eles se conheceram em 1968.  Com 22 anos a atriz Florinda Meza foi convidada para  trabalhar na série Chaves e a admiração entre ela e Roberto Bolaños, com 41 anos na época, evoluiu para um amor verdadeiro. O intérprete de Chaves na ocasião era casado e possuía 6 filhos, mas ele não vivia bem nesse casamento. Apesar do assédio dele à dona Florinda, por 5 anos ela não cedeu, pois pensava que se ele traia a esposa, então provavelmente faria o mesmo, caso se relacionasse com ela. Roberto Bolaños conseguiu convencê-la a ficar com ele, proferindo as seguintes palavras: 'quando um vaso está cheio, já não falta nada'. Viveram felizes por 25 anos de união estável, oficializando o casamento em 2004.

Em um período de depressão, Roberto Bolaños saiu de casa e quando tentou voltar, Florinda não queria aceitá-lo de volta.

Publicidade

Ele então fez um caminho de flores que levava ao quarto e cama de Florinda no qual finalizou com a frase 'eu te amo' escrita com flores e deixou um poema em que dizia 'hoje sou metade de mim'. A dedicação de Florinda ao grande amor de sua vida é invejável. Abriu mão de ter filhos para se dedicar ao querido gênio de Chaves, pois ele já possuía 6 filhos e fez vasectomia. Aproveitaram muito a vida e esteve com ele até o fim, amparando-o em seu período de doença e etapa final.

Após a sua morte, Florinda anunciou a venda das casas do casal em Cancun e Cidade do México. Segundo ela, já pensavam em vender, pois a qualidade de vida na Cidade do México é muito ruim e a casa de Cancun é muito grande e foi adquirida para receber os 6 filhos de Bolaños e seus 12 netos que passaram a visitá-los pouco. 

A repercussão da arte de Bolaños é tão grande que quando D. Florinda esteve no Japão, ao ligar a TV estava transmitindo Chapolin Colorado. Florinda Meza pensa em construir um museu com os objetos da arte de seu marido e pretende levar a história do romance entre eles para as telas de #Cinema. #Famosos #Televisão