Parece que foi ontem que víamos o pequeno e “quase” tímido garoto de Memphis, aos seus onze anos de idade, no Clube do Mickey. Aos catorze anos, Justin era convidado para fazer parte de uma das maiores boy bands do planeta: o NSYNK.

O talentoso rapaz ficou na banda até 2002, mesmo ano em que a gravadora decidiu lançá-lo em carreira solo no mercado. Seu primeiro single: I Like Love You. O sucesso: instantâneo.

Justin vendeu milhões de álbuns, recebeu dezenas de prêmios e começou sua turnê mundial. Em 2007 e com dois álbuns inéditos lançados fora do NSYNC, Justin decidiu manter a carreira musical de lado para se dedicar ao cinema.

Publicidade
Publicidade

O astro chegou a gravar três filmes em um único ano. Entre os filmes que estrelou, temos: Amizade Colorida, O Preço do Amanhã, Edison, A Rede Social, Alpha Dog, Professora sem Classe, Runner Runner e tantos outros feitos para o cinema e para a TV local americana.

Em quase seis anos longe dos palcos, Justin fez inúmeras participações em clipes e canções de outros artistas, como Jay Z, Beyoncé, Rihanna, Esmée Danters, T.I e muitos outros. Justin abriu sua própria gravadora e passou a ser produtor de outros artistas, inclusive lançando Esmée Danters ao mercado após ver seus vídeos amadores no Youtube.

Além disso, o bom moço é empresário no ramo esportivo e gastronômico, dançarino, compositor, ator, produtor, músico, modelo e dono do sorriso mais encantador do mundo pop.

Em 2013, Justin levou milhões de fãs à loucura após se apresentar com a boy band NSYNC na premiação do VMA, ocasião em que recebeu o Michael Jackson Video Vanguard por sua evolução em vídeo clipes.

Publicidade

Hoje, com 34 anos, Justin é um dos maiores vencedores de prêmios musicais da atualidade, chegando a conquistar sete prêmios em uma única noite. Ano passado a gravadora lançou uma nova compilação do NSYNC e um dos integrantes disse que seria ótimo uma turnê de despedida e que após a turnê 20/20 Experience Tour, tudo podia acontecer.

A turnê de Justin acabou nas últimas semanas, logo, a possibilidade de ver o quinteto americano mais amado do mundo dançando Bye, Bye, Bye é cada vez mais possível. #Entretenimento #Música