O britânico de 33 anos, Eddie Redmayne, levou o Oscar na categoria Melhor Ator por seu desempenho no filme "A Teoria de Tudo", de James Marsh. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou neste domingo (22), os vencedores do Oscar 2015 em uma cerimônia no Dolby Theater, em Los Angeles, Estados Unidos. O evento foi apresentado por Neil Patrick Harris e contou com Jack Black e Anna Kendrick para uma divertida abertura. Foi a primeira indicação de Eddie ao prêmio, competindo contra Steve Carell, Bradley Cooper, Benedict Cumberbatch e Michael Keaton.

"A Teoria de Tudo" é um filme baseado na história de Stephen Hawking - astrofísico muito conhecido por suas descobertas científicas e por ter a doença esclerose lateral amiotrófica (ELA) - junto de Jane Wide, que foi casada e cuidou de Stephen por anos.

Publicidade
Publicidade

Eddie Redmayne protagoniza o filme ao lado de Felicity Jones, que também concorria ao Oscar na categoria Melhor Atriz, mas perdeu para Julianne Moore, por "Para Sempre Alice".

A atuação de Eddie no filme é de fato inquestionável, principalmente a partir do momento em que a doença degenerativa é diagnosticada. Ele soube retratar com muita precisão um paciente com deficiência física, o que sensibilizou o público e culminou em uma grande campanha nos EUA para o ator conquistar o troféu do Oscar. Ele subiu ao palco muito emocionado, e não deixou de agradecer toda a direção do filme e a parceira de filmagens Jones.

"Este prêmio pertence a todas as pessoas ao redor do mundo que lutam contra essa doença.", declarou Eddie em seu discurso de agradecimento, recebendo aplausos de uma plateia tão emocionada quanto o próprio.

Publicidade

Ele também disse que o prêmio pertence à família de Stephen Hawking e prometeu que cuidará muito bem da estatueta.

Antes de "A Teoria de Tudo", o ator não era tão conhecido, tendo entre seus trabalhos mais #Famosos os filmes "Elizabeth: A Era de Ouro" (2007), "Sete Dias com Marilyn" (2011) e "Os Miseráveis" (2012). Agora, no entanto, além do Oscar, já consta em seu currículo um Globo de Ouro e o prêmio do Sindicato de Atores dos Estados Unidos. O filme estreou em novembro de 2014 e chegou ao Brasil no dia 22 do mês passado.

O filme também foi indicado ao prêmio mais importante da noite, Melhor Filme, mas perdeu para "Birdman ou (A inesperada virtude da ignorância)", de Alejandro Gonzáles. Outro grande destaque da noite foi "O Grande Hotel Budapeste" que garantiu 4 estatuetas em categorias técnicas.

O Oscar 2015 foi marcado por muitas surpresas, homenagens e discursos em defesa dos direitos humanos que arrepiaram tanto quem estava lá, quanto quem assistiu tudo do sofá de casa. #Opinião