Na última sexta-feira, 20, Kristen Stewart se tornou a primeira atriz americana a conquistar o César, maior prêmio do #Cinema francês. A atriz surpreendeu a todos na cerimônia de entrega em Paris, levando o troféu na categoria Melhor Atriz Coadjuvante, por seu trabalho no filme "Acima das Nuvens", de Olivier Assayas. Ela foi a primeira americana indicada a um prêmio de atuação desde 1984, competindo contra Marianne Denicourt, Claude Gensac, Izïa Higelin e Charlotte Le Bom.

Em "Acima das Nuvens", Kristen interpreta Valentine, uma jovem assistente da atriz Maria Anders, protagonizada pela francesa Juliette Binoche. Sua personagem concorda em trabalhar ajudando no remake de uma peça que lançou a carreira de Maria Anders há 20 anos.

Publicidade
Publicidade

Elas também dividem a cena com Chloë Grace Moretz. O filme foi lançado em Cannes em 2014, e chegou ao Brasil no mês passado. Juliette Binoche também concorria ao César na categoria de Melhor Atriz, mas acabou perdendo para Adèle Haenel, por "Amor à Primeira Briga".

Ao subir no palco, Kristen disse que estava muito honrada em trabalhar ao lado de Binoche, inclusive, declarando seu amor, em francês, a  experiente atriz francesa: "Eu te amo, Juliette", gritou Kristen. Ela recebeu aplausos calorosos da platéia ao deixar claro em seu discurso de agradecimento: "Há muita diferença entre o que faz as pessoas trabalharem em filmes nos EUA e aqui, e eu prefiro aqui", concluiu a jovem atriz.

As atuações de Kristen Stewart costumam ser muito criticada nas redes sociais. Alguns internautas afirmam que a atriz nunca muda a sua expressão facial.

Publicidade

Porém, em sua primeira atuação no cinema francês, a jovem recebeu muitos elogios e se consagrou, com a sua performance, fazendo história.

O prêmio principal do César Award 2015, de Melhor Filme, foi para o drama "Timbuktu", e o prêmio de Melhor Filme Estrangeiro foi para "Mommy". O ator e diretor homenageado dessa edição foi Sean Penn, também norte-americano, que, além do prêmio especial, foi presenteado com um discurso muito emocionado feito por Marion Cotillard, que não mediu palavras e nem escondeu o choro ao dizer como os filmes de Penn são importantes para ela.

O Brasil também tem motivos para comemorar. O "Sal da Terra", documentário sobre o fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, levou o César de Melhor Documentário. Hoje a noite, o filme pode levar outro grande prêmio do cinema mundial, o Oscar. A cerimônia em Hollywood terá início às 20h30, horário de Brasília.  #Entretenimento