A série que acompanha as aventuras de Goku vai retornar em Dragon Ball Z: O Renascimento de Freeza. O longa ganhou também data de estreia, marcada para o dia 16 de abril deste ano, chegando às telonas brasileiras antes que o lançamento no Japão, que ficou para o dia 25 do mesmo mês. Este é o segundo filme de Dragon Ball Z em 2 anos, o anterior havia sido Dragon Ball Z: A Batalha dos Deuses.

Na história do novo filme, um dos mais populares vilões da franquia, Freeza, é ressuscitado para poder se vingar dos Saiyajins. A notícia é muito boa para os fãs do mundo inteiro, ainda mais para os marmanjos que acompanhavam a série quando crianças .

Publicidade
Publicidade

Outra boa informação para os fãs da franquia é o novo jogo da que vai ser lançado no próximo dia 24. Drangon Ball Xenoverse  vai seguir o clássico formato de lutas, como de Mortal Kombat e Tekken. O game vai estar disponível para PS3, PS4, Xbox 360, Xbox One e PC.

Dragon Ball Z teve seu primeiro episódio exibido há 26 anos, mas ainda existem muitas produções acerca da franquia. Isto mostra a possibilidade incrível de se lucrar e expandir com os universos que fazem e fizeram sucesso. Outro exemplo é O Exterminador do Futuro que volta aos cinemas no dia 2 de julho deste ano, com o título de Gênesis.

E não é apenas no mundo do #Cinema que os retornos estão acontecendo. Nas telinhas é possível conferir a mesma coisa. Duas grandes séries que tiveram o retorno confirmado foram Heroes e Twin Peaks, a última havia sido cancelada em 1991.

Publicidade

Ambas estão confirmadas e em fase de produção. Heroes: Reborn deve voltar ainda este ano, diferente de Twin Peaks, prevista apenas para o ano que vem.

Mas, alguns pontos surgem em meio a tantos retornos. Ao "ressuscitar" franquias, os estúdios estão pondo em risco o sucesso e a credibilidade de toda uma história. Todas essas voltas têm chances maiores de serem criticadas do que elogiadas, visto o que já aconteceu com outras franquias, como Star Wars.

Porém, a grande pergunta que fica para os estúdios é: esta é uma maneira de atrair mais o público ou é a falta de criatividade de criar novos universos atacando os estúdios do mundo inteiro? #Televisão #Opinião