A contratação da apresentadora Xuxa Meneghel pela Record ainda não for confirmada, mas se tudo der certo, ela será a maior aquisição da emissora depois da contratação de Gugu Liberato, há cinco anos. A surpresa é que ao contrário do que todo mundo esperava, se for contratada, Xuxa não terá o maior salário da Record.

De acordo com uma fonte de dentro da emissora, a ex-rainha dos baixinhos deve ganhar menos que Rodrigo Faro. A rede de Edir Macedo ofereceu um salário de R$ 600 mil mensais fixos, fora o que ganhar com merchandising, podem chegar a até R$ 1 milhão de reais por mês. Na comparação, Rodrigo Faro tem o salário fixado em R$ 750 mil mensais, mas como ele tem um programa que é considerado um sucesso comercial, nos melhores meses do ano ele chega a ganhar mais de R$ 1,5 milhão com as propagandas.

A Record passa por uma fase de contenção de despesas e é por isso que evitou fazer uma loucura para conquistar o contrato de Xuxa. Em 2009, a empresa ofereceu um salário mensal a Gugu Liberato de R$ 3,5 milhões por mês, porém na época ele não chegou a estrear nenhum programa, ficou quatro anos fora do ar e em 2013 rescindiu o contrato. A cúpula da Record considera que a contratação de Gugu em 2009 foi uma loucura e que a de Xuxa tem uma proposta salarial mais realista.

A sorte da emissora é que Xuxa está desempregada e a Globo não tem intenção em renovar o seu contrato, caso contrário a proposta teria que ser muito melhor para que a loira aceitasse. O contrato entre Record e Xuxa ainda não foi assinado, mas a contratação já é dada como certa.

De acordo com boatos de bastidores, a contratação ainda não foi oficializada por questões de licenciamento e problemas com os processos judiciais que Xuxa move contra a Record. Em 2008, a Igreja Universal e a emisorra acusaram a apresentadora de ter um ‘pacto com o demônio’. Apesar dessa relação de conflito, a loira deverá ter um programa semanal noturno e outro vespertino diariamente.

Aos fãs resta esperar que Xuxa retorne as telinhas com sua simpatia e bom humor.

#Entretenimento #Televisão #Novelas