A crise nas empresas de comunicação está cada vez mais intensa. Nesta semana, a TV Bandeirantes anunciou que faria demissões em vários estados. No Rio de Janeiro, três programas serão retirados do ar. Já o 'Agora é Tarde', de Rafinha Bastos também foi extinto e a equipe ficou sem seus empregos.

A Rede Record, por sua vez, planeja mandar embora mais de 200 profissionais. Só não ainda o fez porque o Ministério Público de São Paulo interveio na situação. O SBT é outro que está reduzindo o salário de seu elenco. Comediantes de 'A praça é Nossa' viram seus vencimentos diminuírem em até 50%. Quem ganhava R$ 4 mil passou a receber apenas R$ 2 mil.

Publicidade
Publicidade

Até a Rede Globo de comunicação, líder no segmento, também já faz suas alterações. Dois integrantes do sexteto do 'Programa do Jô' já foram demitidos. O canal também relançou a partir do último sábado (28) sua novela das nove 'Babilônia'. A trama não tem agradado o público e vem derrapando no Ibope. O jeito está sendo investir em muita propaganda ao longo da programação. O folhetim também ganhou uma vinheta nova, isso tudo ainda na segunda semana de exibição.

Movimento de demissões não é tão forte desde a era Collor

Agora chegou a vez de um dos maiores grupos de comunicação do país também anunciar que está fazendo cortes. Os 'Diários Associados' demitiram 30 jornalistas e mais de 100 outros empregados. Tudo isso está relacionado a grave crise econômica e política que vive o Brasil.

Publicidade

Não se vê tantas demissões desde 1990, quando o então presidente anunciava o 'Plano Collor'. Fernando Collor acabou tendo que pedir a renúncia de ser cargo e sofreu as consequência do impeachment.

As demissões nos 'Diários Associados' aconteceram no 'Aqui PE' e 'Diário de Pernambuco', todas no estado de Pernambuco, no nordeste. É o que informa neste domingo (29) o site 'Portal Imprensa'. Programadores, editores, fotógrafos, pauteiros e repórteres estão na lista. Desde que o grupo 'Canadá Investimentos' comprou mais da metade da empresa, grandes reformulações estão acontecendo nas redações e prensas dos jornais. A Federação Nacional de Jornalistas, a FENAJ, enviou uma nota de repúdio à imprensa, na qual repudia a atitude dos 'Diários'. #Entretenimento #Televisão