Programa de #Entretenimento ou talk show com assassinos? A proposta do programa 'Gugu' precisa ser repensada, dizem os críticos. Desde que estreou, o apresentador Augusto Liberato já exibiu diversas entrevistas com condenados por assassinatos que chocaram o país. A última conversa polêmica foi com Bruno, ex-goleiro do Flamengo. Ele e seu amigo 'Macarrão' foram presos pela morte da ex-amante do jogador, Eliza Samudio.

Agora, segundo a jornalista Cristina Padiglione do Jornal Estadão, o novo desejo da Record é que a atração leve ao ar depoimentos do casal Nardoni. Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá foram presos pela morte da menina Isabella.

Publicidade
Publicidade

O crime aconteceu em 29 de março de 2008 e teve grande repercussão nacional. Alexandre, pai da garota, foi condenado a mais de 31 anos de prisão, já Anna, mulher de Nardoni e madrasta de sua filha, teve uma pena um pouco menor, 26 anos.

Falhas na produtora de Gugu

Enquanto continuam as negociações para que os dois condenados falem à emissora, o canal do Bispo Macedo pressiona a equipe da atração. Segundo o jornalista Daniel Castro, toda vez que 'Gugu' vai ao ar, três diretores da rede vão até a produtora do apresentador para acompanhar os trabalhos. Isso porque, desde que estreou, a atração tem tido muitos problemas.

No caso da entrevista com Suzane Von Richthofen, por exemplo, o auxiliar de áudio esqueceu de ligar um dos canais do microfone posto na assassina confessa dos pais.

Publicidade

Para tentar salvar a exclusiva, o departamento de jornalismo Record foi chamado e teve de reeditar todo o material.

Quem produz o programa ao vivo de Augusto Liberato nas quartas, quintas e sextas à noite é sua produtora, a GGP. O comunicador divide os custos da atração com a Record, que exibe para os telespectadores. Em contrapartida, Gugu recebe uma porcentagem dos comerciais exibidos dentro do programa e também durante os intervalos da atração.

Segundo Daniel Castro, a Record já se pergunta "se realmente vale a pena economizar". O jornalista publicou ainda que o novo projeto de Xuxa, que até então seria feito por uma produtora, agora ficará nas mãos da própria TV, tudo para evitar erros como o que aconteceu com a cantora Wanessa no programa de 'Gugu'. Na ocasião, enquanto a artista cantava, a música do playback ouvida nas telinhas era outra, o que gerou um grande desconforto. #Famosos #Televisão