O Programa do Gugu tem mantido boa audiência, principalmente por prender o telespectador ao sensacionalismo, como é o caso das entrevistas que realiza com #Famosos que estão cumprimento pena. Porém, esse sucesso não é o suficiente para impedir o clima de tensão permanente que se instaurou desde que o programa estreou no mês de fevereiro.

O grande problema é que o departamento jornalístico ainda está interferindo nas edições das entrevistas, além disso, os executivos da área artística estão acompanhando o programa e colocando muita pressão sob os envolvidos. Como se não bastasse, toda semana acontece uma nova demissão.

Publicidade
Publicidade

Por conta disso, o modelo de parceria entre a Record e produtores independentes vêm sendo questionado, afinal, não está dando tão certo quanto deveria.

Devido a existência de muitas falhas, é provável que a Record tire a produção de 'A Fazenda' da GGP, produtora independente do Gugu. A emissora também desistiu de fazer o 'Programa da Xuxa' com a produtora, sendo que a mais cotada até o momento era a 'Conspiração'.

O clima de tensão e expectativa é tão grande, que diariamente, pelo menos, três executivos do alto escalão da emissora vão pessoalmente até a produtora do Gugu, que fica localizada em Alphaville, na Grande São Paulo, para fiscalizarem e supervisionarem de perto as edições das entrevistas.

Toda essa rotina de verificações e extremo cuidado é para evitar falhas que estão ocorrendo durante as filmagens do programa e que, acabam constrangendo os artistas, como o que aconteceu com a cantora Wanessa Camargo.

Publicidade

Ao se apresentar no programa, por uma falha técnica, ela não conseguiu escutar o playback da própria música e o que ocasionou um grande constrangimento no palco, principalmente pelo fato do programa ser exibido ao vivo.

Em toda edição do programa, que é exibido ao vivo, vários problemas acabam ocorrendo, e os responsáveis pelas falhas acabam sendo punidos e demitidos das respectivas funções. Exemplo disso foi a demissão do diretor de gravações externas, que foi punido por conta de um erro. Com esse clima de insegurança, todos os funcionários estão com medo de serem dispensados por falhas e erros.

De acordo com os diretores da emissora, o programa está com qualidade inferior ao que teria caso tivesse sob responsabilidade da própria Record. Muitas emissoras tem investido nesse modelo de parceria com produtoras independentes, principalmente pelos custos menores, porém, grandes problemas podem surgir. #Televisão #Mídia