Era para ser mais uma entrada normal ao vivo durante o canal a cabo esportivo ESPN. A jornalista Gabriela Moreira cobria as horas que antecediam o clássico do 'campeonato paulista' entre Palmeiras e São Paulo, quando repreendeu um torcedor palmeirense e surpreendeu os telespectadores. O jogo entre os clubes rivais foi realizado no 'Allianz Parque', às 22h desta quarta-feira (25).

A repórter perguntou ao rapaz, de nome Felipe, sobre a expectativa dele em ter uma vitória no clássico. O entrevistado respondeu que: "a expectativa é a gente ganhar dos bicha hoje (SIC)". 

Repórter rebate comentário homofóbico 

Gabriela nem esperou o torcedor terminar seu comentário homofóbico e decidiu repreender a atitude do palmeirense.

Publicidade
Publicidade

"Rapaz, se o seu time vai ganhar eu não sei, mas precisamos fazer uma campanha dizendo não à homofobia. Você tem quantos anos, hein? 25...? Por favor, vamos tentar abrir nossas cabeças e modernizar um pouco esse pensamento", aconselhou a moça.

Jornalista é elogiada por apresentador 

Tentando não aumentar muito o foco, Gabriela voltou a falar sobre o jogo com o torcedor e mais tarde devolveu seu link ao vivo para os estúdios do programa 'Bate Bola'. O apresentador João Carlos Albuquerque, mais conhecido como 'canalha', parabenizou sua colega pela atitude em tomar as rédias da situação. "Gabriela, você arrasou, você sabe que é demais! Receba um abraço, um beijo pela sua intervenção. É isso aí, ótima atitude e não à homofobia. Coitado do rapaz, tomou uma invertida dela", completou.

Repercussão nas redes sociais

Logo após a situação constrangedora para o torcedor palmeirense ir ao ar, os internautas não perderam tempo e logo comentaram em suas redes sociais sobre o ocorrido.

Publicidade

M.B postou: "caramba, não queria tá na pele desse rapaz, levou maior esporro da repórter ao vivo". Já a pernambucana B.S elogiou a atitude da repórter Gabriela Moreira. "Nossa, ela representou agora a classe dos jornalistas. Isso aí, não dá para ouvir qualquer coisa e ficar calada. Não à homofobia", postou.  #Entretenimento #Televisão