Teve início hoje, no Brasil, o início de mais uma temporada do The Voice US. Para Blake Shelton, Pharrell Williams e Christina Aguilera a noite foi boa. Para Adam Levine, frustrante, pois o mesmo não conseguiu ser escolhido por nenhum candidato. O motivo? Talvez falte a Adam Levine um pouco de humildade, porém, o talento do pop-star em transformar candidatos considerados fracos em artistas de verdade é inegável. Talvez nem mesmo os candidatos ainda se deram conta disso.

Na temporada anterior, três dos quatro candidatos finalistas pertenciam ao Time Adam. Um deles, Matt McAndrew, mostrou-se tímido de início, mas arrebatou o público com canções escolhidas a dedo e que realmente mostraram o talento do rapaz.

Publicidade
Publicidade

Trabalho bem feito de seu técnico.

Um dos artistas desacreditados do time Adam, Chris Jamison cresceu horrores e conseguiu mostrar porque Adam o escolheu na batalha contra Taylor Phelan. O rapaz encontrou seu caminho e conseguiu se descobrir e se revelar. Adam tinha tudo para vencer. Se não tivesse classificado três candidatos, provavelmente os votos de Jaminson e Damien teriam migrado para McAndrew. Bom, melhor para Craig, candidato de Blake, cantando um estilo que não tem muito público no Brasil.

O que esperar dessa nova edição? Pharrell, com seu jeito "demasiado humilde", não tem mostrado muito suas qualidades de produtor, uma vez que não conseguiu classificar nenhum de seus artistas para a final.

A emissora responsável pelo programa nos EUA está adiantada na exibição dos episódios, então daria até para dar uma prévia do que acontecerá no episódio de amanhã, porém isso seria considerado SPOILER, algo considerado desagradável e desrespeitoso por quem assiste ao programa na TV nos dias exibidos no Brasil.

Publicidade

Essa noite não foi feliz para Adam, ele queria muito alguns artistas, como o último rapaz que se apresentou - realmente, um sopro de ar fresco entre tantos fiascos que às vezes se apresentam, como aconteceu na temporada passada, uma das piores até o momento.

No mais, resta aguardar para conferir o que acontecerá nos próximos episódios. Que venha muita gente boa e que os técnicos americanos não cometam os mesmos erros dos brasileiros. Se empolgam tanto no início que, quando chega a vez dos últimos se apresentarem, e geralmente gente muito boa, são obrigados a os mandarem de volta para casa.

E por falar em técnicos brasileiros, a Globo informou há algum tempo que estão previstas algumas mudanças para a versão nacional. Que sejam mudanças interessantes, pois muitos candidatos são melhores que a maioria dos técnicos. #Entretenimento #Mídia #Música