A realidade sempre pode superar a ficção. Os habitantes do município de Presidente Kennedy, litoral sul do estado do Espírito Santo, estão o sem o sinal da Rede Globo de Televisão na região. A informação é confirmada pela própria afiliada da emissora, a TV Gazeta Sul. A interrupção aconteceu desde o horário do Fantástico exibido no domingo (12). Até o fim da tarde desta terça-feira (14), o canal não havia voltado ao ar.

Reportagem faz críticas a município

Para os moradores, teria sido a prefeitura de Presidente Kennedy quem teria tirado a Globo do ar. Isso porque o programa dominical do canal da família Marinho mostrou uma reportagem com um levantamento feito pela Universidade de São Paulo, a USP.

Publicidade
Publicidade

Na pesquisa, a cidade está em primeiro lugar no Brasil no quesito arrecadação por habitante. A estimativa é que cada morador da região receba em média mais de R$ 30 mil por mês. No entanto, tanto dinheiro não melhorou a qualidade de serviços do município, que possui condições precárias em vários itens, como o saneamento básico.

Conversamos com um morador do Espírito Santo que nos disse que outros município da região sul também foram afetados. Ele preferiu não se identificar por trabalhar em uma emissora concorrente à Globo. Segundo a fonte, não é a primeira vez que o canal sai do ar. "Sempre que tem uma chuva muito forte isso acontece, mas foi estranho porque não teve temporal, foi depois da reportagem mesmo e até agora não voltou o sinal", disse ele. #Entretenimento #Famosos #Televisão

No site da TV Gazeta Sul, a afiliada explica como funciona a transmissão do sinal. Segundo o canal, o sinal é enviado por eles mesmos e precisa ser captado por uma antena, instalada em uma retransmissora. A questão é que a antena pertence à prefeitura de Presidente Kennedy.



O setor de tecnologia da TV Gazeta Sul confirma que não há problemas na transmissão do sinal e que é a antena da prefeitura que não está reenviando as imagens para os televisores locais. A prefeitura de Presidente Kennedy, por sua vez, enviou uma nota à imprensa dizendo que não foi só a Globo a afetada, mas também a afiliada da Record e que o problema foi ocasionado por um queda da energia elétrica.