Ele é um dos nomes mais conhecidos da #Televisão esportiva. Cléber Machado tem uma carreira sólida e é o segundo narrador na linha preferencial da Rede Globo de Televisão. Nesta terça-feira (07), ele foi prestigiar seu colega, o numero um global, Galvão Bueno, que lançava seu livro biográfico intitulado 'Fala, Galvão'. Quando perguntado pela reportagem do UOL sobre se seria ele a substituir Galvão na Globo, ele negou e disse que seu futuro é "imprevisível" no canal.

Narrador é número dois da Globo

Há mais de duas décadas no ar, e tendo a oportunidade de narrar os maiores eventos esportivos do planeta, Cléber Machado contou que não tem nenhuma previsão em substituir Galvão Bueno.

Publicidade
Publicidade

O narrador, que lançou sua biografia, tem contrato com a emissora carioca até 2019. "Não sei dessa informação, o Galvão tem muita saúde e nem eu nem ninguém sabe o que realmente a Globo quer, pode ser eu, pode ser outro, o Bueno ainda tem um contrato longo com a Globo, até ele sair eu também vou estar mais velho, tudo é muito imprevisível", revelou o profissional do esporte.

Elogiado por fãs do futebol

O narrador falou ainda com a reportagem do UOL sobre sua relação com o público, dizendo que sempre que pode dá atenção e que muitas vezes até se emociona com o carinho das pessoas. Machado é muito elogiado pelos telespectadores durante as coberturas futebolísticas, em especial, nas redes sociais. "Isso é muito legal, mas nem sempre depende da gente, né? O carinho das pessoas é algo espontâneo, assim como uma vaia que um jogador recebe.

Publicidade

Eu fico feliz, justamente por saber que isso é uma coisa que vem muito mais de fora do que de dentro", falou.

Sobre as reclamações, que normalmente acontece por torcedores apaixonados, que não querem ver ninguém criticar o time deles, Cléber disse que muitas pessoas gostam mais de um clube do que do futebol e que esse pensamento não é correto. Para ele, as pessoas tem que ser justas ao julgar os lances e a arbitragem dos jogos. "Tem gente que até xinga e se esquece que a gente tem que ser imparcial", finalizou Cléber Machado. #Entretenimento