Uma notícia desagradou muitos fãs do SBT em Santa Catarina. Isso porque a afiliada da emissora de Silvio Santos decidiu voltar atrás e recontratou o jornalista e psicólogo Luiz Carlos Prates. A decisão acontece menos de um mês após o profissional ter sido demitido depois de dizer que todo depressivo era um perigo em potencial. Prates é conhecido pelos seus comentários pesados e muitas vezes considerados preconceituosos. Apesar de polêmico, o apresentador garante bons índices de audiência para o SBT no sul do Brasil.

O anúncio da volta de Prates gerou revolta nas redes sociais. P.D usou o Intagram para reivindicar a saída de vez do jornalista do SBT.

Publicidade
Publicidade

"O SBT não precisa de um nome de tão baixo nível como o Prates", disse o advogado de vinte e nove anos ao usar uma foto do jornalista, esbravejando em um dos seus momentos de fúria, no aplicativo de imagens.

O SBT aproveitou um encontro com publicitários para dizer que o profissional será recontratado. A decisão, é claro, causou muita estranheza, já que a demissão de Luiz Carlos Prates aconteceu há pouquíssimo tempo. Ele voltará a exercer a mesma função do passado e apresentará e comentará as notícias do SBT Meio Dia. Prates fará novamente companhia à jornalista Ildiane Silva.

Prates volta ao SBT Meio Dia já na semana que vem. Ele comandará a atração regional a partir de segunda-feira, dia quatro de maio. O profissional havia deixado a emissora após muitas entidades terem se posicionado repudiando algumas atitudes que ele tomava no ar.

Publicidade

O posicionamento levou o SBT Santa Catarina a pedir desculpas pelo seu comportamento e até fazer uma reportagem falando sobre os males da depressão.

No fim de março, o profissional usou o espaço de seu telejornal para falar sobre o co-piloto Andreas Lubitz, que derrubou um avião de propósito na França e matou cento e cinquenta passageiros. O rapaz sofria de depressão e escondeu isso da empresa área. O jornalista usou o caso e falou sobre depressão e acabou sendo desrespeitoso. Prates comentou que as pessoas com depressão são "covardes existenciais" e que deviam ser "execrados" e "desprezados".

#Entretenimento #Famosos #Televisão