Foram 34 anos dedicados a profissão de repórter cinegrafista. Desses, durante 19 anos compôs o quadro de profissionais da Rede Globo. O gaúcho Luiz Quilião fez uma trajetória repleta de prêmios, com destaque para a série 'Terra do meio, Brasil invisível'. Antes de trabalhar na TV Globo de Brasília, ele passou por redações no Amazonas , Rio Grande do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro.

Dono de uma voz de 'tenor', em que poderia deixar ou conciliar a carreira de cinegrafista e virar locutor ou ator, Luiz Gonzaga Quilião Júnior, aos 57 anos, deixou dois filhos e sua companheira por 24 anos. Estava internado, devido a uma trombose intestinal, desde o dia 18 de fevereiro.

Publicidade
Publicidade

No domingo, após forte sangramento no intestino, não resistiu e morreu. No mesmo dia que o jornalismo perdeu Beatriz Thielmann.

Quilião iniciou seu trabalho na RBS de Porto Alegre, em 1977, como contínuo e depois como auxiliar de cinegrafista, descobrindo sua paixão por filmar. Em 1979 tornou-se repórter cinematográfico. Neste mesmo ano fez a cobertura de Leonel Brizola e de Luís Carlos Prestes. Tinha característica de inovador. Ele dizia que estava constantemente ouvindo as pessoas, porque todos possuem uma história para contar, 'então alguma coisa acontece'.

O ex-engraxate e cinegrafista ganhou, em 1980, seu primeiro prêmio com a matéria sobre o Rio Gravataí. Em 1983 começou a trabalhar na Globo São Paulo e ficou certa de um ano na cidade. Depois ele voltou para o Sul do País.

Em 1990 fez a cobertura do então Presidente Fernando Collor.

Publicidade

Posteriormente foi trabalhar na TV Amazonas. Em 1966, começou a trabalhar na Globo Rio. Em 2000-2002 Quilião retornou para a TV Globo SP. Em 2002 a 2006, ele retornou para seu segundo momento na TV Globo Rio. #Famosos #Televisão

Na terça-feira (31), Quilião foi velado por amigos e parentes na capela 10 do cemitério Campo da Esperança, em Brasília/DF. Por volta das 11h30 estava prevista a cerimônia de cremação. Segundo a famíília, uma parte das cinzas será jogada na Baia do Guajará em Belém/PA e em São Jorge, na Chapada dos Veadeiros.