Os amantes da música vão precisar mexer no bolso caso queiram assistir aos badalados shows do 'Rock in Rio'. Segundo o jornal 'Folha de São Paulo', entre o último evento e o previsto para este ano, as entradas subiram de R$ 260 para R$ 350, uma alta de mais de 30%. A organização do evento diz que a alta foi motivada pela alta inflação no Brasil no período, onde a instituição usou a base do Índice de preço ao consumidor amplo, o IPCA, e, também, a alta do dólar, que passou de 40%.

Valor cobrado é maior do que constava no projeto

Segundo a 'Rock World', seguindo esses índices, os valores deveriam ultrapassar os R$ 400.

Publicidade
Publicidade

Mas a organização preferiu diminuir um pouco o preço dos ingressos. No entanto, para o Procon de São Paulo o valor é indevido. A empresa que organiza os show foi autorizada a captar mais de R$ 18 milhões através da Lei Rouanet de incentivo cultural, o processo acontece através da redução fiscal para as empresas parceiras.

No projeto enviado ao Ministério da Cultura, o Minc, o preço do ingresso estava descrito em R$ 260. Na venda antecipada, o 'Rock in Rio' cobrou R$ 60 a mais e um ingresso saiu a R$ 320.

Lucro com aumento chega a quase R$ 40 milhões

Quem não conseguiu reservar seu ingresso na 'pré-venda' precisará pagar ainda mais R$ 30, saindo a entrada pelo valor de R$ 350. A diferença entre o projeto enviado ao Minc e o valor real chega então a R$ 90. Considerando que são vendidos mais de 500 mil ingressos para sete dias de shows, só o valor a mais faria a empresa que organiza os shows lucrar quase R$ 40 milhões.

Publicidade

Procon e Minc disputam a quem o dinheiro deve ser devolvido

O 'Rock in Rio' tem agora sete dias para explicar o porquê de um aumento tão expressivo. Caso os motivos declarados não sejam aceitos pelo Procon, a empresa pode ser multada em quase R$ 10 milhões. O Minc também pediu que o valor que estava excedendo o que estava no projeto seja devolvido e vá para o Fundo Nacional de Cultura.

Já o Procon defende que o dinheiro volte para as mãos de quem pagou a mais para assistir aos shows. #Entretenimento #Música