Nas últimas semanas, péssimas notícias atingiram o mundo da comunicação no Brasil. No geral, tudo se resume à demissões e cortes. 500 profissionais foram mandados embora da TV Bandeirantes em todo o país, Luiz Bacci saiu do canal e programas como o 'Agora é Tarde' não existem mais, o mesmo vale para outras atrações regionais.

A Globo, por sua vez, terminou o contrato com dois integrantes do sexteto e fez o 'Programa do Jô' ficar mais curto. "É a crise!", disse na estreia desta temporada o apresentador. O SBT reduziu em até 50% o salário de muitos artistas, em especial, os de 'A Praça é nossa'. Já a Record, promete demitir outros 200 empregados.

Publicidade
Publicidade

Esses ainda não foram dispensados graças à atuação do ministério público de São Paulo, que impediu a tática da empresa de Edir Macedo e pediu explicações.

Protestos contra a Globo aconteceram em todo o país

Em mares tão revoltos, o jeito visto por muitos trabalhadores, que ficaram sem seus salários, e entidades sindicais que defendem estes profissionais foi protestar. Durante a tarde e noite desta quarta feira, primeiro de abril, manifestações foram realizadas em diversas capitais brasileiras pedindo a redemocratização da mídia, o fim da concessão da TV Globo e a recontratação dos demitidos pela TV Bandeirantes.

Na sede da Globo no Rio de Janeiro, um princípio de tumulto chegou a assustar os jornalistas que trabalhavam no local. Alguns manifestantes ameaçaram invadir a empresa, mas a situação foi contornada e o protesto terminou em clima de paz.

Publicidade

Ações semelhantes aconteceram em São Paulo, Brasília, Porto Alegre, Belo Horizonte e outras cidades.

Manifestantes na porta da Bandeirantes

Mas não foi só a líder de audiência que viu manifestantes em sua porta. Cerca de cinquenta pessoas foram até à sede da TV Bandeirantes, no Rio de Janeiro, e protestaram contra a demissão de centenas de profissionais pelo país. Na cidade, dois programas regionais foram cancelados, entre eles o 'Brasil Urgente Rio'. Apresentado pelo jornalista Fabio Barreto, o policialesco tem sua volta pedida através de um abaixo-assinado iniciado pela própria irmã do repórter. #Entretenimento #Famosos #Televisão