O mundo das artes acordou mais triste nesta terça-feira (28), isso porque o ator, diretor e apresentador Antonio Abujamra faleceu. Ele estava com oitenta e dois anos e a morte aconteceu em São Paulo. A notícia sobre o falecimento é destaque dos principais portais de notícias do Brasil e foi confirmada pela TV Cultura de São paulo. Antônio Abujamra nasceu em treze de setembro de 1932, em Ourinhos, São Paulo.

Nome importante no teatro

Abujamra foi um dos principais nomes dos palcos no Brasil nas décadas de sessenta e setenta. Segundo a emissora em que trabalhava, ele morreu em casa, no bairro de Higienópolis, A causa da morte, no entanto, não foi divulgada.

Publicidade
Publicidade

Artista tinha programa na TV Cultura de São Paulo

Abujamra apresentava o programa Provocações na TV Cultura. A página da atração no Facebook divulgou uma nota lamentando seu falecimento. "É com grande pesar que informamos que hoje, 28/04/2015, o apresentador de Provocações, Antônio Abujamra, faleceu. Agradecemos o carinho e apoio de todos que tem nos acompanhado ao longo desses quatorze anos de programa".

Irreverência e trabalho com nomes famosos da dramaturgia

O artista ficou notável por fazer apresentações irreverentes. Começou sua carreira como ator amador no Rio Grande do Sul. Sua primeira peça foi Assim É se lhe Parece. Esteve ao lado de grandes atores e atrizes, como Paulo Goulart e Nicette Bruno. Também teve a oportunidade de dirigir estrelas conhecidas, como Antônio Fagundes e Vera Holtz.

Publicidade

Personagem em Que Rei sou eu?

Um dos papéis mais conhecidos do ator, no entanto, acabou sendo na #Televisão. Foi na novela Que Rei Sou Eu? de 1980 da Rede Globo de Televisão que seu personagem, o bruxo Ravengar, caiu no gosto popular. 

Sua última novela acabou sendo na emissora de Silvio Santos, o SBT, onde estrelou Corações Feridos. Em 2012, participou de seu último filme, "Brichos 2 - A Floresta é Nossa".

Abujamra além de ator também era filósofo e jornalista formado. Concluiu sua faculdade pela PUC do Rio Grande do Sul em 1957. #Famosos #Teatro