O jornalista deve saber que suas ideias podem formar opiniões de muitas pessoas. De acordo com a credibilidade que o profissional conquista ao longo da carreira, as palavras ditas podem soar em alto e bom som para grande parte da população. Luiz Carlos Prates é um grande exemplo de jornalista, ele tem um grande conhecimento sobre diversos assuntos e sabe expor seu pensamento sobre o que acontece no Brasil e no mundo.

Justamente, devido à extrema competência como profissional e a credibilidade que alcançou durante mais de 30 anos de carreira, tudo o que Luiz comenta ganha uma repercussão. Dessa forma, sua #Opinião vai além dos telespectadores que o assistem no telejornal que apresenta, que vai ao ar apenas para o estado de Santa Catarina e região, chegando ao conhecimento do Brasil inteiro.

Publicidade
Publicidade

Prates é um jornalista que não tem papas na língua, ele pensa e fala, doa a quem doer. Por ter essa nobre característica, ele é alvo de críticas diárias. Basta ele se pronunciar que as pessoas que não gostam das suas declarações começam a criticá-lo. Entretanto, em uma democracia, isso é totalmente válido. A liberdade de expressão sempre é respeitada.

Infelizmente, Prates exagerou em um comentário que fez sobre pessoas depressivas. Ele fez um comentário desnecessário e que estimula o preconceito e a hostilidade contra os indivíduos que sofrem de depressão. O jornalista declarou ao vivo que aqueles que estão doentes devido a depressão são "covardes existenciais".

Luiz Carlos Prates é psicólogo, ele sabe o que está dizendo e deveria entender a gravidade de suas palavras. Na mesma edição do jornal, houve a afirmação de que os depressivos devem ser tocados nas verdades, ou seja, entende-se que eles devem pressionados para sair desse estado psicológico.

Publicidade

Para finalizar, o jornalista complementou que quem sofre de depressão não é digno nem sequer de pena, mas sim, em alguns casos, de desprezo.

Imediatamente, a ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria) repudiou as declarações de Prates, informando que a opinião dele não está de acordo com a medicina. Dessa forma, o que ele disse foi algo irresponsável e desrespeitoso. Ele incitou as pessoas a tratarem com hostilidade as pessoas que sofrem com a doença chamada depressão.

Vale ressaltar que Segundo o MS (Ministério da Saúde) 20 a 25 % da população já sofreu, está ou terá depressão. Especialistas da OMS (Organização Mundial da Saúde) informam que esta doença é um dos maiores motivos para a incapacidade de trabalho e em 2020 poderá alcançar o topo da lista entre as doenças mais maléficas no mundo.

De acordo com o portal de notícias Brasil Post, devido a toda repercussão negativa do comentário do jornalista, aliada a outras declarações polêmicas. A filial do SBT no estado de Santa Catarina demitiu Luiz Carlos Prates. #Famosos #Televisão