A segunda noite do Superstar 2015 começou às 23:35 logo após o Fantástico. O aplicativo que foi alvo de algumas reclamações no domingo passado, funcionou melhor desta vez. Além disso, foi possível votar e assistir o programa acompanhando a câmera dos jurados através da página do programa na internet.

A primeira banda foi Consciência Tranquila, cantando Black Music, conseguiu a marca de 73%. Isso deu o direito ao grupo a escolher o padrinho que foi Thiaguinho. Logo depois, subiu ao palco a banda de rock eletrônico Kita. A banda que tem todo o seu repertório em inglês apresentou #Música própria e obteve 76% dos votos. A apresentação da banda teve o primeiro momento curioso da noite, Paulo Ricardo que gostou da banda esqueceu de dar seu voto que segundo ele seria um "Sim". Sandy foi a escolhida como madrinha.

Variedade de estilos

A terceira banda da noite foi Motel 11-11 que também apresentou música de sua autoria e em português. O vocalista chamou a atenção dos apresentadores ao entrar comendo uma maçã, que ele mesmo disse ser um amuleto. Entretanto, a sorte não estava do lado deles, Motel 11-11 teve uma votação de 51% e foi eliminada.

O Trio Macaíba, tocando forró, foi a quarta apresentação da noite e também não empolgou o público de casa e nem os jurados. Com 50% de aprovação, o trio foi eliminado. Fernanda Lima perguntou aos jurados se eles não estavam muito criteriosos, Sandy respondeu que simplesmente não se emocionou.

Mais uma banda com música própria e com alguma experiência de estrada se apresentou. Supercombo, a quinta da noite trouxe a música "Piloto Automático" e conseguiu subir a tela chegando ao percentual de 83 pontos, assim escolhendo Paulo Ricardo como padrinho.

Presença africana

Eis que foi ao palco a sexta banda da noite foi a Dois Africanos que alcançou a melhor marca desse 2º episódio com 88% e tocando um mistura de soul music e hip-hop. O padrinho escolhido foi Thiaguinho. A dupla é composta de um cantor do Togo (Izy Mistura) e um rapper do Benin (Opai BigBig).

A sétima banda foi The Moondogs e sua forte influência dos Beatles. A banda, que tem como vocalista o filho de Moacir Franco, obteve a ótima marca de 84%. Paulo Ricardo fez uma observação bem direta ao dizer que a música não era boa e que se ele fosse produtor da banda arrumaria tudo. A banda entendeu a crítica e escolheu justamente Paulo para ser o seu padrinho.

Oitava banda da noite, a Big Time Orchestra, tocou a música "Vem quente que estou fervendo". Inspirada nas big bands, os 9 integrantes trouxeram muitos metais e coreografias, alcançando 87%. Com uma das melhores apresentações, eles foram aplaudidos por Paulo Ricardo que acabou sendo escolhido como padrinho.

Essa noite não teve apresentação dos jurados como na semana anterior. Clique aqui e saiba como foi a primeira noite da edição 2015. #Entretenimento #Televisão